Banco RCI Brasil lança CDB que dá acesso a financiamento de veículo

São Paulo (SP) – O Banco RCI Brasil apresenta um novo produto que torna possível o sonho do carro zero: o CDB Auto. Único no mercado, o CDB Auto combina investimento em CDB de liquidez diária e financiamento para aquisição de veículos das montadoras Renault e Nissan.

O produto é voltado para vários perfis de cliente, tanto para quem quer se programar para uma compra futura quanto para quem tem dificuldade na aprovação do crédito para a aquisição de seu automóvel. Até mesmo consumidores negativados podem, com o CDB Auto, se qualificar ao financiamento, após um período de investimento de 6 a 18 meses.

O CDB Auto é um produto inovador, que busca a atenção dos brasileiros que gostam de programar com antecedência a compra do seu próximo automóvel. Os clientes podem escolher o veículo, o prazo e o montante que será investido até atingir 20% do valor de referência do automóvel. O valor acumulado durante o período de investimento se transforma em entrada e o banco garantirá a aprovação de crédito da diferença para os clientes que cumprirem as regras do programa, explica Murilo Bruno, diretor de Risco do Banco RCI Brasil.

O cliente assume o compromisso de fazer aportes mensais num CDB de liquidez diária e, após cumprir o prazo escolhido, o valor investido é destinado à entrada do financiamento. Caso consiga cumprir o programa, tem assegurada a aprovação de seu financiamento. O consumidor não pode, no entanto, ter novas anotações negativas durante o período de investimento.

Cerca de 30% a 40% dos pedidos de financiamento encaminhados nas concessionárias são negados, seja por falta de comprovação de renda seja por problemas na classificação de crédito. O CDB Auto dá a esses consumidores a chance de ter acesso ao financiamento de seu veículo, pois o cumprimento do plano de investimento comprova a capacidade de pagamento do consumidor.

Para manter o engajamento dos clientes, o produto conta com premiações oferecidas pelo banco à medida que o investidor cumpre os aportes no prazo combinado. Desta forma, aqueles que chegarem ao final e realizarem o financiamento, terão brindes como taxa diferenciada, acessórios e até plano de revisão programada gratuita do automóvel. Cada carro tem o que o banco chama de Trilha de Conquistas e o cliente pode acompanhar os prêmios conquistados e cada detalhe no aplicativo.

O CDB Auto foi desenvolvido durante hackathon (maratona de desenvolvimento) por colaboradores do Banco RCI Brasil. É um produto que não tem similar no Brasil ou em outros países. Trata-se de um investimento seguro e por ser um CDB tem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), com liquidez e com objetivo de ajudar as famílias no plano de compra do carro zero.

Garantias

O CDB Auto conta com o mesmo rendimento do CDB de liquidez diária do banco, um dos melhores do mercado. O programa não tem taxas e o cliente tem a qualquer momento seu dinheiro disponível, ou seja, caso precise, o consumidor pode sacar o dinheiro investido a qualquer momento, com os rendimentos do CDB, sem qualquer tipo de prejuízo. Nesse caso, no entanto, ele abre mão da Trilha de Conquistas que acumulou no período.

O CDB Auto já está liberado no aplicativo do Banco RCI Brasil, disponível nas lojas dos sistemas Android e IOS.

A adesão e o controle do CDB Auto são feitos de maneira fácil e rápida por meio do aplicativo do CDB Banco RCI, sem qualquer taxa. Nele, o cliente pode acompanhar os cálculos, a evolução do investimento e todos os benefícios que vai acumulando. Os aportes planejados precisam ser feitos dentro de cada mês, mas sem dia predefinido.

Na prática, o programa funciona da seguinte forma: o cliente escolhe o veículo da sua preferência das marcas Renault e Nissan e o prazo dos aportes, e o aplicativo faz o cálculo para os aportes mensais até completar os 20% do valor de referência do automóvel. Então, o banco libera o dinheiro para a entrada e o cliente pode ir até uma loja e efetivar a compra do auto. Para quem está no programa, a loja realiza a venda na certeza de que o financiamento do saldo será aprovado, sem as consultas habituais sobre a situação cadastral do cliente.

É um mecanismo bem simples, no qual ao cumprir a etapa de aportes o cliente recebe um código para apresentar na loja e ter direito ao crédito via financiamento. “A entrada é paga com o saque que o cliente faz do valor que ele acumulou para os 20%. Em seguida, o banco financia a diferença, na forma e modalidade vigentes no momento, e com desconto para os clientes CDB Auto”, explica Murilo. O consumidor também pode usar um veículo que já possui para aumentar o valor da entrada.

O planejamento financeiro é um ponto forte do CDB Auto. Com esse produto, o Banco RCI Brasil contribui para a inclusão de consumidores no mercado de crédito. “O planejamento financeiro precisa ser mais discutido no Brasil e esse produto vem para ajudar a mudar o cenário”, destaca Murilo.

Co.W. Coworking Space retoma crescimento em 2022

São Paulo (SP) – Não é segredo que a pandemia teve forte impacto em negócios de todos os segmentos, incluindo espaços de trabalho compartilhados. Conforme estudo da Newmark, consultoria especializada no setor imobiliário, 16% dos coworkings fecharam as portas e o faturamento no período desabou, em média, 75%.

Com o Co.W. Coworking Space, que possui unidades em Joinville (SC) e São Paulo, não foi diferente. “O Co.W. viveu o melhor mês da sua história em março de 2020 e logo depois teve início a crise sanitária. Nessa situação de insegurança e incerteza generalizadas, vários clientes suspenderam o contrato e tivemos que cortar ao máximo os custos para sobrevivermos”, explica Renato Auriemo, CEO do Co.W.

Superado o momento mais crítico da pandemia, um número cada vez maior de empresas adotou o formato híbrido, que alterna dias de atividades presenciais e em home office. Ao optar por esse modelo de trabalho, muitas perceberam que os escritórios antes ocupados deixaram de fazer sentido, tanto por conta do tamanho quanto dos altos custos de manutenção. Diante do “novo normal”, a procura por escritórios flexíveis, que já existia, aumentou bastante.

“Empresas que até então não pensavam em migrar para um coworking passaram a considerar essa possibilidade, principalmente por toda a flexibilidade e economia desse tipo de espaço. Além disso, após todo o isolamento social, a ideia de estar em um ambiente compartilhado e colaborativo é ainda mais interessante”, afirma Auriemo.

Em relação ao ano de 2019, a taxa de ocupação cresceu em todas as unidades do Co.W. Hoje a rede atende 300 clientes, que totalizam mais de 2 mil coworkers entre a cidade catarinense e a capital paulista. Acompanhando esse movimento, o faturamento subiu 55%. Otimista com a recuperação do ritmo, o coworking agora olha para o futuro e planeja seus próximos passos.

“Temos potencial para um crescimento ainda maior na unidade Berrini e consideramos uma expansão na região da Avenida Paulista. Essa fase de expansão também envolve a busca por parcerias com proprietários de imóveis que queiram transformar seus espaços em escritórios compartilhados. Existe ainda o interesse de realizar mais projetos Built to Suit, em que o Co.W. ajuda outras empresas com tudo que é necessário em termos de imóvel, infraestrutura e mobiliário, além de gestão de facilities e fornecimento de equipes para prestação de serviços”, finaliza ele.

Soluções para abastecer carros elétricos são as apostas da Fronius

São Paulo (SP) – Tecnologias que otimizam e ampliam o uso da energia solar são destaques da Fronius, fabricante austríaca de inversores para energia fotovoltaica, na Intersolar – The E Smarter South America, feira de negócios e congresso do setor de energia solar, que acontece de 23 a 25 de agosto, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Comemorando 10 anos no Brasil, a fabricante líder de inversores fotovoltaicos apresenta com destaque a solução que fornece eletricidade produzida a partir da luz solar de dia e de noite, tornando a geração própria de energia vantajosa mesmo a taxação estabelecida pelo novo marco regulatório para as instalações feitas a partir de 2023.

Outra atração do estande é o carregador fotovoltaico portátil para carros elétricos, que pode ser conectado a inversor híbrido e também com acessório que faz a carga na estrada e em movimento.

Myrna Serapião assume diretoria médica da Rede Vision One

São Paulo (SP) – A oftalmologista Myrna Serapião acaba de assumir a diretoria médica da rede Vision One. Desde 2018, a médica vem desenvolvendo atividades na área de gestão no Grupo H.Olhos, em São Paulo, e agora ampliará a atuação para todas as 26 unidades da rede, em 5 estados e o Distrito Federal.

Myrna possui doutorado em Medicina, na especialidade de oftalmologia, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e pós-doutorado pela Università Campos Bio-Medico de Roma, Itália. Foi chefe do setor de doenças externas oculares e córnea do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP e atualmente desenvolve atividades de ensino e pesquisa no curso de residência em oftalmologia do Hospital do Servidor Público Estadual São Paulo-HSPE e no Setor de Doenças Externas Oculares e Córnea do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP.

Ross Saario assume como CEO da Intelipost

São Paulo (SP) – O Grupo Intelipost, maior grupo de tecnologia para logística do país, anuncia nesta terça-feira, 16, a chegada do norte-americano Ross Saario para a cadeira de CEO. Com Amazon nos Estados Unidos no currículo, onde liderava logística global de last mile, o executivo marca o momento de expansão agressiva do Grupo Intelipost no mercado brasileiro.

Em 2022, a Intelipost tem previsão de dobrar de tamanho e de movimentar R$ 50 bilhões em volume de vendas pela plataforma anualmente, conquista que se soma ao desafio de crescer dez vezes, atingindo R$ 1 bilhão em receitas nos próximos anos. Stefan Rehm, co-fundador e atual CEO, assume a posição de Chief Strategy Officer (CSO), passando a atuar com estratégia, novos negócios, M&A e clientes estratégicos.

“A Intelipost vem assistindo a um crescimento acelerado e entendemos que este é o momento de agregar novas experiências na alta liderança para manter essa expansão de forma sustentável e altamente profissional. A experiência de Ross em uma das maiores e principais empresas de tecnologia do mundo irá agregar muito e colocar a empresa em um próximo patamar no mercado latino-americano”, explica Rehm, que fundou a Intelipost ao lado de Gabriel Drummond, que permanece na posição de COO.

Para atingir os objetivos do Grupo Intelipost, Saario usa sua experiência acumulada na gestão de mais de US$ 1 bilhão em receitas e dezenas de milhões de clientes em todo o mundo na matriz da gigante americana. “A Intelipost é líder de mercado com uma plataforma robusta, o que nos traz a vantagem de atuar com os principais e-commerces e marketplaces do país, mercado que sabemos que ainda é complexo e fragmentado. Queremos proporcionar aos consumidores finais uma experiência de entrega perfeita”, afirma Saario, que acumula também experiência e entendimento dos mercados brasileiro e latino-americano. “Além disso, continuaremos expandindo, em toda a região, a nossa base de clientes, impulsionando o país com o auxílio da logística, setor que continuará com um grande destaque nos próximos anos”, completa.

Criada há oito anos, a Intelipost vem ganhando mercado com soluções em tecnologia para logística. A empresa atua com soluções que integram, de forma inteligente, lojistas (como e-commerce, varejistas, indústrias, marketplaces e operadores logísticos) e transportadoras, proporcionando uma visão completa das entregas, com redução de custos logísticos.

Em 2020, recebeu um aporte de R$ 130 milhões do fundo americano Riverwood Capital e realizou as aquisições das empresas AgileProcess, especializada em soluções de roteirização e visibilidade em tempo real para logística, e da Pegaki, uma solução que oferece pontos de retirada para as compras via e-commerce, promovendo mais agilidade, flexibilidade e satisfação ao consumidor. Na contramão do mercado, também vem expandindo sua força de trabalho.

Mensalmente, realiza mais de 1 bilhão de cálculos de fretes, conta com mais de 15 mil lojas integradas e mais de 500 integrações com transportadoras. Entre seus clientes estão marcas como Arezzo&Co, AliExpress, Leroy Merlin, Lojas Renner, Boticário, Riachuelo, entre outras.

Oitavo centro médico da rede WeVets é inaugurado em São Paulo

São Paulo (SP) – Atingindo a marca de oito centros médicos completos, holding que chegou ao mercado em 2021 – a WeVets, celebra o mais recente feito, um centro veterinário completo na região do Jabaquara, na Capital Paulista.

Esse crescimento exponencial faz parte de um plano consistente de expansão, que contempla importantes aquisições e novas construções. A unidade no Jabaquara, zona sul de São Paulo está entre os centros médicos projetados e construídos pela WeVets e dispõem de estrutura para diagnósticos, UTI, internação, salas de atendimento para baixa, média e alta complexidade e centro cirúrgico.

Além de toda tecnologia hospitalar, a rede destaca-se pela proposta acolhedora para pets, médicos veterinários e tutores. Apresenta três pilares que conduzem todos os hospitais.

O primeiro é voltado aos pacientes e chama-se “Experiência Pet” – espaços dedicados e adaptados para espécies diferentes, que possuem aromatizadores para mantê-los calmos e seguros, enriquecimento ambiental com caminhas de tecido antibacteriano, banheiros tecnológicos Weasy, mantas com Feliway, além de bandanas de tecido tecnológico com Adaptil disponíveis na recepção e slings para filhotes se sentirem mais acolhidos, entre outras inovações para o mercado pet. Chang Lee, CEO da WeVets explica “Somos uma empresa de “e” e não de “ou”. O acolhimento é essencial para ressignificar a forma como o sistema de saúde veterinária é visto e como todas as pontas dessa cadeia anseiam por um olhar profundo e atencioso.”

Já os colaboradores recebem treinamento onde as condutas médicas são revisadas e alinhadas e os mantém em constante de aprimoramento sobre a clínica, internação, bloco cirúrgico e exames. Além de oferecer programas internos de assistência psicológica, com grupos de apoio à saúde mental batizado de “Cuidando de Quem Cuida”.

Outro grande diferencial é o programa “VetFriendly”, dedicado às clínicas e veterinários autônomos para que possam contar com a estrutura da WeVets na saúde dos seus pacientes. Os veterinários parceiros contam com suporte essencial 24h para casos de alta complexidade e recebem cashback sobre cada um dos pacientes indicados, que pode ser revertido em insumos, vacinas, entrada para congressos e outros benefícios.

De acordo com Lucas Rojo – diretor de receita do grupo “ O Brasil possui mais de 80 mil médicos veterinários autônomos e quase 40 mil pet shops e clínicas veterinárias. Nós não somos concorrentes, mas complementares. Nosso diferencial está em sermos a extensão dos cuidados destes milhares de médicos, que atendem milhões de pets. A maioria das clínicas veterinárias atende procedimentos de baixa complexidade. Nosso foco é ser um braço para essas clínicas, um parceiro. Sendo assim, nossa prioridade é atender casos de alta complexidade e fortalecer o mercado como um todo.”

A inauguração da nova unidade está marcada para 18 de agosto. Assim como as anteriores, o hospital terá atendimento 24h para urgências e emergências, procedimentos eletivos e mais de 20 especialidades diferentes. Além do setor de exames de imagem como ultrassonografia, Raio X e Ecocardiograma e exames laboratoriais.

Leandro de Piano é o novo VP de Finanças da Belvo

São Paulo (SP) – Com foco em seu crescimento no Brasil, México e Colômbia, a Belvo – plataforma de APIs para Open Banking na América Latina – reforça o time com a chegada de Leandro de Piano, que este mês passou a assumir a cadeira de vice-presidente de Finanças da fintech.

Com mais de 18 anos de experiências em empresas globais de tecnologia e produtos, além da experiência de sete anos na esfera brasileira de fintechs – incluindo IPOs no Exterior – Piano ainda soma em seu currículo MBA em Executive Leadership e especialização em Valuation, Finanças, Investment e Banking.

Operadoras começam a ativar 5G em Curitiba, Goiânia e Salvador

São Paulo (SP) – A partir de hoje, 16, as operadoras móveis já podem começar a ativar o 5G na faixa de 3,5 GHz em Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA). A liberação foi dada pelo Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi) e TIM, Claro e Vivo já ativaram a tecnologia em partes das cidades.

O 5G na faixa de 3,5 GHz garante o melhor uso da tecnologia, não só com maior velocidade, mas menor latência e mais números de dispositivos conectados na mesma infraestrutura. Cinco cidades já contavam com a tecnologia antes de hoje: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP).
Curitiba

Em Curitiba, a TIM diz ter ativado a cobertura do 5G em todos os bairros da cidade, se aproveitando de um projeto piloto de cidade inteligente que realiza no município.

Já a Vivo está oferecendo a rede 5G nos bairros: Água Verde, Alto da Glória, Alto da rua XV, Batel, Bigorrilho, Centro, Centro Cívico, Cristo Rei, Jardim Botânico, Portão, Prado Velho, Rebouças, São Francisco, Vila Izabel.

A Claro ativou sua rede em apenas seis bairros da capital paranaense: Água Verde, Batel, Bigorrilho, Centro, Jardim Botânico e Portão.
Salvador

Na capital baiana, a TIM afirma que já atende 77 bairros com o 5G, com duas vezes mais antenas que o mínimo exigido pelas normas do Leilão 5G. Entre os bairros, estão: Brotas, Pituba, Rio Vermelho, Stiep, Parque Bela Vista, Armação, Barra, Caminho das Árvores, Costa Azul, Federação, Engenho Velho da Federação, Jardim Placaford, Matatu, Nazaré, Santa Teresa, Patamares, São Marcos, Amaralina e Barbalho.

A Vivo também ativou sua rede em diversos bairros de Salvador: Amaralina, Cabula, Caminho das Árvores, Candeal, Canela, Costa Azul, Garcia, Graça, Horto Florestal, Iguatemi, Itaigara, Ondina, Parque Bela Vista, Pituba, Rio Vermelho e Santa Cruz.

Os bairros que a Claro vai atender na cidade são: Barra, Caminho das Árvores, Campo Grande, Candeal, Canela, Chame-Chame, Federação, Graça, Horto Florestal, Itaigara, Jardim Apipema, Ondina, Parque Bela Vista, Pituba e Politeama.
Goiânia

A TIM já está atendendo 130 bairros de Goiânia com o 5G, com destaque para: Setor Bueno, Setor Bela Vista, Setor Central, Setor Sudoeste, Jardim São Judas Tadeu, Jardim Goiás, Setor Oeste, Jardim América, Residencial Eldorado, Setor Leste Vila Nova, Setor Pedro Ludovico, Setor Sul, Vila Viana, Vila Maria Jose e Serrinha.

A Vivo ativou nos seguintes bairros: Jardim América, Setor Aeroporto, Setor Bela Vista, Setor Bueno, Setor Central, Setor dos Afonsos, Setor Leste Universitário, Setor Leste Vila Nova, Setor Marista, Setor Nova Suíça, Setor Oeste, Setor Pedro Ludovico, Setor Sul e Vila Jaraguá.

A Claro também lançou a rede 5G na cidade nos bairros: Setor Sul, Jardim Goiás, Bueno, Nova Vila, Pedro Ludovico, Setor Oeste, Bela Vista, Marista, Residencial Recanto dos Buritis, Nova Suíça e Setor Sudoeste.

Eduardo Gdes é o novo Distributor Account Manager da Trend Micro

São Paulo (SP) – A Trend Micro, líder mundial em soluções de Cibersegurança, anuncia Eduardo Gdes como novo Distributor Account Manager. Com quase 11 anos de empresa, Eduardo deixa a área de finanças, na qual exercia o cargo de gerente Financeiro e de Operações, para estreitar o relacionamento com os distribuidores e os canais em desenvolvimento.

Formado em Administração de Empresas com pós-graduação em Gestão de Negócios e Business pela Universidade Mackenzie, Eduardo Gdes acumula passagens pelo Banco Bradesco, pela Certified Technologies e Kikos Fitness.

22% das empresas de tecnologia não têm sustentabilidade e Net Zero como foco

São Paulo (SP) – A Schneider Electric, líder global em transformação digital e gerenciamento e automação de energia, anuncia três estudos independentes com foco na compreensão da maturidade das iniciativas de sustentabilidade dentro de empresas de Tecnologia da Informação (TI), data centers e, mais especificamente, apontar o estágio das mesmas em relação a alcançar a visão net zero.

Um dos estudos, em parceria com a 451 Research, apontou que 22% das empresas não abordam as ações sustentáveis como prioridade, embora possam ter ações de eficiência para melhorar áreas específicas de operações.

A pesquisa foi realizada com 1.100 profissionais responsáveis pela área de TI e concluiu, ainda, que 26% das companhias se identificaram como possuidoras de um programa completo de sustentabilidade que engloba toda a infraestrutura. No entanto, apenas 14% estão tomando iniciativas para implementar os programas.

Além da 451 Research, a Schneider Electric fez pesquisas globais com a Forrester e a Canalys, obtendo dados de mais de 3 mil participantes, incluindo os maiores fornecedores de colocation e nuvem, de soluções de TI e profissionais de empresas de diversos segmentos. No geral, os resultados demonstram consistentemente que há discrepância entre onde as empresas consideram que estão evoluindo nesse tema e como, de fato, implementam programas de sustentabilidade em sua infraestrutura.

“Os data centers desempenham um papel crítico na condução da Eletricidade 4.0, que acreditamos ser a chave para mudar a trajetória das mudanças climáticas. Como indústria, temos a responsabilidade de levar adiante nossos compromissos ambientais com extrema urgência. Tivemos um progresso, mas, para evitar um grande desafio de energia, todos os data centers devem ser mais sustentáveis, eficientes, adaptáveis e resilientes”, afirma Pankaj Sharma, vice-presidente executivo da unidade Secure Power da Schneider Electric.

“A pesquisa comprovou que a sustentabilidade precisa ser priorizada pela indústria, mas ainda existem desafios que podem ser superados por meio de um esforço colaborativo. A boa notícia é que a tecnologia para agir em sustentabilidade já existe.”