Grupo Muffato constrói cash & carry em Rolândia

O Grupo Muffato terá uma unidade da bandeira Max Atacadista no município de Rolândia, no Paraná. O cash & carry será instalado em uma área de 18 mil m², com 12 mil m² de área construída. A filial ficará localizada na Avenida Presidente Getúlio Vargas e vai gerar cerca de 400 empregos, sendo 250 diretos e 150 indiretos. A construção da loja está em fase de terraplanagem e o início das obras está previsto para o mês de outubro. Rolândia será a 24ª cidade de atuação do Grupo Muffato, que está presente nos estados de São Paulo e Paraná. Com recente inauguração em Cascavel (PR), o Max Atacadista possui 21 lojas.

BC autoriza aumento do capital social do C6 Bank em mais R$ 525 milhões

O C6 Bank expandiu para R$ 1,24 bilhão o seu capital social, ou seja, o valor investido pelos sócios da empresa para a manutenção do negócio. O valor foi alcançado após o Banco Central aprovar um aumento de capital de R$ 525 milhões para a fintech nesta quinta-feira, 13.

Em nota à imprensa, a CFO do banco, Karina Rodrigues, explicou que a injeção de recursos colaborará para avançar na concessão de crédito para pessoas físicas e pequenas empresas, além de melhorar a plataforma e aumentar a base de clientes.

Em um ano de atuação, o C6 Bank conta com 2,5 milhões de contas abertas para pessoas físicas e 60 mil para pessoas jurídicas. Note-se que o registro do seu primeiro milhão de correntistas foi obtido no último dia de 2019.

O banco firmou recentemente uma parceria com a TIM para lançar uma oferta integrada de serviços financeiros e de planos da operadora, com a possibilidade de explorar sinergias de canal de venda e pagamento para alcançar a base de 55 milhões de assinantes da companhia de telefonia. Em suas primeiras semanas, a parceria colaborou para a entrada de 200 mil novos correntistas no C6 Bank.

Serpro lança o aplicativo eSocial Doméstico

O governo brasileiro lançou um aplicativo para cadastrar e gerenciar a folha de pagamento dos trabalhadores domésticos. Batizado de eSocial Doméstico (Android, iOS), o app permite ao patrão fechar a folha de pagamento, reajustar salários e obter informes de rendimentos, além de compartilhar, pagar e emitir recibos do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE).

Criado por Serpro em parceria com as Secretarias Especiais da Receita Federal e de Previdência e Trabalho, o aplicativo é uma melhoria do eSocial, programa criado para juntar as obrigações desta área trabalhista que foi aprovado em dezembro de 2014. Mais de 1,5 milhão de empregadores já passaram pelo eSocial.

Para ter acesso ao app, o usuário deve baixá-lo na Google Play ou App Store. Em seguida, digita seu CPF, código de acesso e senha, em um modelo de acesso similar ao módulo àquele no site do eSocial.

Arezzo&Co lança plataforma digital com as marcas do grupo

A Arezzo&Co, grupo que reúne Arezzo, Schutz, Alexandre Birman, Anacapri, Fiever, Alme e Vans, lança, hoje, o ZZ Mall, ecossistema digital de comportamento, moda e beleza que reúne todas as marcas da Arezzo&Co, integrando experiência de compra e conveniência de curadorias e conteúdos. O nome da plataforma foi inspirado no “Z” da Arezzo, a mais antiga do grupo.

O lançamento da plataforma consolida as iniciativas de transformação digital da Arezzo&Co, que já faziam parte do planejamento da companhia, tendo sua execução antecipada de três anos para três meses em virtude da pandemia. Antes da crise provocada pelo coronavírus, a estimativa é de que a Arezzo&co detinha cerca de 35% do marketshare do segmento de calçados, passando para mais 50% no pós-pandemia.

“O ZZ Mall é um marco da nova era digital na Arezzo&Co. O grande diferencial desse ecossistema é a curadoria de produtos, serviços e conteúdos com as principais tendências e lançamentos do universo da moda, lifestyle e beleza, elaborados com o olhar atento do nosso time”, explica Alexandre Birman, CEO do grupo.

A plataforma já nasce com uma base de 10 milhões de clientes cadastrados, sendo 3 milhões ativos que fizeram compras nos últimos 12 meses. No Instagram, os seguidores das marcas somam cerca de 13 milhões de pessoas.

O ZZ Mall será lançado em fases – começa com o e-commerce próprio e vai expandindo para diversas frentes – dentre elas marketplace e serviços. Em setembro, a expectativa é de que o ZZ Mall abra espaço para outros 10 parceiros e categorias, ampliando o portfólio de produtos para jóias, produtos de beleza, homewear e itens de decoração para a casa.

Na parte de serviços, a ideia é que a plataforma passe a estimular a economia circular, disponibilizando produtos second hand das marcas do grupo, onde as clientes poderão vender, entre elas, seus calçados e bolsas usados, e ganhar créditos para comprar no e-commerce ou receber o dinheiro do produto que vendeu. Nos próximos meses, também serão disponibilizados conteúdos de moda, decoração e outros.

Na última semana, a Arezz&Co também inaugurou o hub ZZ Digital, complexo de inovação com 4 mil m² que funcionará dentro da fábrica de Campo Bom, no interior do Rio Grande do Sul. O novo espaço concretiza o processo de digitalização da Arezzo&CO, integrando os times das áreas de produto, planejamento, merchandising e tecnologia de todas as marcas do grupo, em um só local, com o objetivo de entregar a melhor experiência digital para os clientes.

O grupo também anunciou uma nova integrante da equipe – a consultora digital de vendas IZZA, um avatar 100% digital que terá como função auxiliar as demais consultoras em técnicas de venda à distância. No próximo mês, a Arezzo&Co lançará, também, a Universidade Arezzo, um centro de treinamento de boas práticas digital que capacitará o time de vendas para esse novo momento.

Grano Alimentos investe em exportação e expande fábrica

Há 20 anos no mercado, a Grano Alimentos é produtora nacional e líder de mercado no Brasil na comercialização de vegetais congelados. Atualmente, a empresa possui a participação de mercado de 42%, incluindo o que é produzido para outras empresas como Assaí Atacadista, Sadia, Seara e Bonduelle, que comercializam vegetais.

Em entrevista exclusiva ao portal NEWTRADE, o seu presidente executivo Fernando Giansante, no cargo desde 2018 e com passagens pela Mondelez e Alpargatas, lembrou que antes da pandemia da Covid 19, a companhia tinha como 60% dos seus clientes, os bares e restaurantes, que tiveram as suas atividade bastante reduzidas.”Mas no meio dessas restrições que estamos vivendo recebemos um aporte de R$ 30 milhões para investimentos na fábrica e capital giro, além de focar no projeto de exportação para os Estados Unidos e Japão, a partir de abril de 2021″, adiantou.

O executivo também destacou o trabalho de produção de marcas próprias para clientes que vendem esses produtos. “Para cada cliente é feito um trabalho individualizado, com as especificações de cada um e não pretendemos concorrer com eles˜, declarou.

A Grano foi adquirida por um fundo de investimento em 2015 e registrou a entrada de novos sócios.

A companhia tem acesso à ampla área plantada de brócolis e couve-flor em Serafina Corrêa, no Rio Grande do Sul, onde a indústria opera no sistema de integração, dando suporte técnico aos cerca de 250 agricultores familiares associados, com contratos de compra das safras produzidas durante todo o ano.

Já na capital paulista se encontra o CD para distribuição de produtos para o atendimento do canal food service e do varejo.

A previsão para o segundo semestre é registrar um crescimento de 20%, inclusive com lançamentos de novos produtos, como vegetais grelhados, frutas congeladas e arroz com brocólis para ampliar um portfólio de 90 itens. “O Brasil é um país tropical e existe uma barreira cultural a respeito de vegetais congelados. O que muita gente não sabe é que esses produtos preservam os nutrientes, são sustentáveis, práticos e a validade é bem maior do que os produtos in natura”, explicou.

Nova solução sugere pedido para abastecer os produtos no varejo

A NEOGRID, empresa especializada na sincronização automática da cadeia de suprimentos, acaba de lançar a solução Pedido Inteligente, que oferece às manufaturas a possibilidade de realizar um Planejamento de Forecast acurado. A partir de dados de sell-out, ruptura e dos eventos realizados pela indústria, a solução fornece a sugestão de pedidos ideal para atender a demanda de cada ponto de venda e ajudar as empresas na reposição de produtos.

“O Pedido Inteligente é um passo inicial dentro do modelo de reposição proposto pela Neogrid e está alinhado com a estratégia de integração e sinergia das ofertas de nosso portfólio. Queremos gerar ainda mais valor às soluções que entregamos a nossos clientes”, afirma David Abuhab, diretor de produto da Neogrid.

A nova solução possibilita às empresas aumentar a disponibilidade de seus produtos nos PDVs, identificar o abastecimento ineficiente, diminuir o número de devoluções pela não venda, melhorar a visibilidade das oportunidades com o mix dos produtos e melhorar a relação com o varejo.

O PI utiliza os dados atualizados diariamente de cada varejo presente na malha Neogrid e métodos estatísticos parametrizados para cada SKU. Assim, calcula a Previsão Estatística Futura, realiza cálculos de quanto será a demanda futura somada aos eventos e rupturas, informa a média de vendas de cada item em seu CD/Local, permite ter uma visão futura das vendas e auxiliar nas futuras Ordens de Produção, além de possibilitar a exportação dos dados consolidados para os sistemas internos da Manufatura.

Cencosud e Cornershop unem supermercados e home center em aliança estratégica

Cencosud e Cornershop (companhia controlada por Uber Technologies Inc.) firmaram um acordo de colaboração conjunta de longo prazo para as operações de Supermercados e Home Center no Chile, Peru, Colômbia e Brasil.

Com esse acordo, os clientes da Cornershop poderão acessar as lojas de Supermercados da Cencosud (Jumbo, Wong, Metro, Santa Isabel, Prezunic e GBarbosa, entre outras) e de Home Center (Easy) sem taxa de serviço.

Além disso, os usuários do Uber e Uber Eats poderão acessar os produtos e lojas por meio dos seus aplicativos.

O acordo inclui também como ponto relevante a integração tecnológica, o que significa que Cencosud e Cornershop trabalharão juntas para desenvolver tecnologia que ofereça a melhor experiência aos clientes da Cencosud, buscando desenvolvê-los para melhorar a eficiência do negócio.

Com isso, Cornershop e Cencosud vão investir no desenvolvimento de lojas dedicadas a coleta de e-commerce (dark stores), tanto no Chile como nos outros países do acordo, com o objetivo de continuar entregando um serviço inigualável, tanto nas lojas, quanto no e-commerce.

Oskar Hjertonsson, fundador e CEO da Cornershop, destaca que “quando lançamos Cornershop em Santiago há 5 anos, Jumbo era um parceiro desejado para esse mercado. Sabemos que o Jumbo é uma das lojas favoritas para os usuarios da Cornershop, por sua ampla seleção de produtos de muito boa qualidade. Estamos muito felizes com este anúncio e o que ele significa: poder entregar mais valor ainda aos nossos clientes, não apenas no Chile, mas em toda a região”.

Para Eduardo Donnelly, Diretor Geral do Uber Eats para América Latina, “América Latina é um mercado chave para a Uber, onde temos uma presença importante. Nos entusiasma muito a possibilidade da Cornershop começar a trabalhar com a Cencosud, e que, graças à nossa integração tecnológica, os usuários das aplicações Uber possam acessar as suas lojas e produtos. Este acordo nos proporciona pensar em novas oportunidades de desenvolvimento em conjunto para o futuro”.

Para Matias Videla, CEO de Cencosud, “Esta aliança com Uber e Cornershop é parte da estratégia da Cencosud de focar no canal e-commerce e de Supermercados. Nos oferece a oportunidade de crescer com uma oferta mais ampla para nossos clientes, melhorar o serviço e nos beneficiar com os desenvolvimentos tecnológicos atuais e futuros”.

Prezunic reinaugura quatro lojas no RJ

Quatro lojas da rede de supermercados Prezunic – Ilha, Jauru, Fonseca e Vilar dos Teles – foram reinauguradas na quarta-feira (13/08), após reformas que incluíram a instalação de novos equipamentos e identidade visual, e também a modernização dos sistemas de iluminação e ar condicionado.

Nas quatro lojas, houve a troca de todas as lâmpadas por iluminação de LED, garantindo mais economia e sustentabilidade. Também foram substituídos balcões frigoríficos e o sistema de refrigeração de alimentos. As áreas de venda foram reorganizadas, com a otimização de espaços para tornar a experiência de compra ainda mais agradável. Toda a comunicação visual foi atualizada e houve, ainda, reformas em todos os banheiros.

Uma das principais inovações, a opção de self checkout passa a estar disponível nas lojas da Ilha e Jauru. A novidade garante autonomia aos clientes, especialmente àqueles que realizam compras de menor volume, permitindo a realização de todas as etapas de forma ágil e independente.

“O cliente está sempre no centro das nossas decisões. Trabalhamos diariamente para que todos sintam-se acolhidos e tenham excelentes experiências em nossas lojas”, afirma Renato Lordello, diretor de Operações do Prezunic.

Inicialmente, as reinaugurações estavam previstas para abril. Em virtude da pandemia, a conclusão das obras foi estendida até agosto, para garantir a segurança de todos. Os trabalhos seguiram todas as normas de isolamento social e higiene recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, sem a necessidade de fechamento das lojas nesse período.

“Nossa prioridade é dar segurança e proteção a nossos clientes, colaboradores e fornecedores, principalmente nessa época de pandemia, adotando medidas de sanitização e distanciamento bastante rigorosas em todas as 30 unidades do Prezunic. A reinauguração dessas lojas traduz nossa confiança num futuro promissor, certos de que essa situação vai passar”, garante Lordello.

O Prezunic tem adotado dezenas de medidas de segurança e higienização visando a proteção contra o novo coronavírus. Em todas as 30 lojas da rede de supermercados carioca há higienização constante dos locais e objetos de maior contato com as mãos, assim como aplicação de álcool gel na entrada das unidades, uso de máscara por todos os colaboradores e de luvas e toucas por aqueles em contato direto com a preparação ou embalamento de alimentos perecíveis. Placas de acrílico nos caixas protegem operadores e clientes de contato físico e marcações no interior das lojas delimitam as distâncias entre os clientes nas filas, entre outras providências. Colaboradores treinados estão atentos para evitar aglomerações que possam trazer qualquer risco.

TOTVS faz oferta concorrente pela Linx e entra em disputa com a Stone

A TOTVS acaba de anunciar uma oferta não solicitada concorrente à da Stone pela Linx. A proposta foi encaminhada ao conselho de administração da Linx para combinação das duas empresas. Ao fim da combinação, a oferta significará a formação de uma companhia de capital totalmente pulverizado, em que os acionistas da Linx somados representariam 24% da empresa combinada. A proposta consiste em uma ação da TOTVS mais 6,20 reais a cada ação da Linx.

A oferta depende de aprovação dos acionistas da Linx em assembleia.

Com a oferta concorrente desta sexta-feira, o negócio mais quente do mercado de capitais brasileiro ficou ainda mais quente. Após o pregão de terça-feira a Stone fez uma oferta de 6 bilhões de reais pela Linx, num negócio que chamou a atenção por ter impulsionado em quase um terço o valor de mercado das companhias.

Na visão de analistas, a união de uma empresa de softwares com outra de pagamentos acelera em até três anos o crescimento das companhias e faz sentido pelas sinergias. Mas o negócio chamou a atenção por peculiaridades. Uma alta de 10% das ações antes do anúncio do negócio, na manhã de terça, chamou a atenção por um possível vazamento das negociações.

Além disso, um acordo para pagar 240 milhões ao trio de fundadores de Linx levantou críticas e levou Comissão de Valores Mobiliários a abrir um processo administrativo para averiguar um possível prejuízo a minoritários.

Com investimento de R$ 51,7 milhões, CMPC realiza parada geral da fábrica

Maior indústria do Rio Grande do Sul, a CMPC concluiu na última semana a Parada Geral de Manutenção em uma de suas linhas de produção industrial. Após a estruturação de um minucioso plano, a empresa executou com sucesso o desafio de realizar a ação, que teve a duração de dez dias, em meio a uma pandemia e ainda contribuiu com um investimento de R$ 51,7 milhões na economia estadual. A iniciativa é de suma importância para que a unidade industrial cumpra com todas as normas operacionais de sustentabilidade, saúde e segurança e para que a companhia continue atendendo às demandas da sociedade, garantindo que itens essenciais produzidos à base de celulose cheguem nas residências das famílias, tais como embalagens de medicamentos e alimentos, papel higiênico, papel toalha, entre outros produtos de higiene e limpeza.

“O grande o objetivo da Parada Geral é realizar a inspeção em caldeiras de recuperação com foco em segurança, sustentabilidade e saúde das pessoas. Durante este período, equipamentos e ferramentas são avaliados, reparados, lubrificados e substituídos caso necessário, proporcionando também uma redução de custos e melhores resultados de produção, sempre com respeito ao meio ambiente. Ou seja, é um período estratégico em que as principais linhas produtivas interrompem suas atividades para manutenção e implementação de novos projetos e que nos dá a garantia de seguir operando com segurança por mais 15 meses, quando outra parada geral deve vir a ser feita”, explica o diretor-geral da CMPC, Mauricio Harger.

Para a realização da ação foram contratadas de 91 empresas, sendo aproximadamente 50% de mão de obra proveniente do Rio Grande do Sul, desse montante, 375 profissionais são de Guaíba. No período foram servidas cerca de 70 mil refeições.

A atenção aos detalhes na estruturação do plano resultou na aprovação pela Vigilância Sanitária municipal de Guaíba e pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A empresa também o apresentou para outras instituições que tratam do tema como a Vigilância Sanitária do Rio Grande do Sul, Assembleia Legislativa do RS, Ministério Público Estadual, Prefeitura Municipal de Porto Alegre e Procuradoria Geral do Estado.

A companhia, que foi pioneira na implantação de um protocolo com mais de 20 medidas de prevenção e cuidados ao COVID-19, adotou regras ainda mais rigorosas para o período. “Consultamos todas as pessoas e instituições que aprovariam nosso plano, e mais do que isso, que pudessem contribuir para torna-lo ainda mais robusto e alinhado com a saúde das pessoas da CMPC, da comunidade de Guaíba e as demais cidades vizinhas. O resultado de sucesso comprovou que iniciativas como essa, quando bem desenhadas, com diálogo e transparência com instituições e com as pessoas, tendem a ser bem-sucedidas”, destaca Mauricio.

De um total de 2444 profissionais que trabalharam na ação somente três foram positivados com o vírus, esses rapidamente afastados e, hoje, já estão 100% recuperados. Entre os cuidados tomados estiveram ações como a realização de testes para COVID-19 em todos os trabalhadores, independente do estado e município de origem. Os profissionais de outros estados realizaram testes antes da viagem de seu estado de origem, e após sua chegada ao Rio Grande do Sul, cumprindo ainda um período de quarentena antes de acessar à unidade industrial.

Para que fosse possível fazer a rastreabilidade de todas as pessoas envolvidas na parada geral, os profissionais também foram divididos em grupos por cores, ou seja, a pessoa que trabalhou em uma determinada atividade e estava hospedada em um hotel da cor azul, frequentou o ônibus diário de cor azul, fez uso dos sanitários de cor azul e a sua alimentação foi feita no restaurante também de cor azul. Além disso, em todas as circunstâncias foi obrigatório a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): em alguns casos máscaras N95, em outros, máscaras cirúrgicas e, em todos, luvas.

Os recursos tecnológicos contribuíram para os bons resultados de todo o processo, com a utilização de capacetes para medir a temperatura corporal à distância, uso de óculos com realidade aumentada para supervisão remota e suporte aos profissionais em campo, e aplicativo para monitorar em tempo real à performance e a evolução dos trabalhos na Parada Geral.

“Foi recompensador ver o resultado do empenho de todas as equipes para seguir os protocolos, garantindo a saúde e a segurança de todas as equipes envolvidas. Essa foi apenas mais uma fase superada, mas os cuidados não podem parar. Seguimos trabalhando com atenção e segurança, cumprindo com rigor todas as medidas preventivas do nosso Protocolo”, afirma Mauricio.