Cielo é a única empresa brasileira entre as mais inovadoras do mundo

A Cielo, líder em tecnologia, serviços e soluções para o varejo, é a única empresa brasileira entre as 100 mais inovadoras do mundo. Este é o quarto ano consecutivo que a companhia aparece no ranking divulgado pela revista Forbes. A Cielo ocupa a 74ª posição, após ganhar 19 posições em relação a 2017.

A lista traz as empresas que já inovam e que os investidores sentem que provavelmente produzirão a próxima grande inovação em seus setores de atuação.

A Cielo se desafia a promover uma mudança de mindset que tem como premissa trazer a inovação como um pilar de sustentação das ações de todos os colaboradores, colocando sempre o cliente no centro e se mantendo como o principal parceiro do lojista, com produtos e soluções que vão muito além dos meios de pagamento. Enquanto existir gente querendo comprar e gente querendo vender, a Cielo estará lá para viabilizar o processamento da transação, independentemente de qual seja a plataforma.

Anúncios

Startup quer democratizar acesso à economia digital na América Latina

São Paulo – Com a expansão da era digital, não só no Brasil como no mundo todo, não é à toa que as moedas virtuais tenham se tornado a nova grande onda do mercado financeiro, que tem sofrido intensas modificações para se adaptar ao novo comportamento do consumidor. Pensando nisso, a Ripio, carteira digital mobile para serviços financeiros, expande atuação no Brasil com a missão de democratizar o acesso à economia digital na América Latina.

Nascida na Argentina, a empresa desenvolveu um sistema altamente seguro e fácil de usar para transações de bitcoins. A Ripio conta com uma equipe altamente qualificada que monitora todas as transações na plataforma, evita fraudes e dá total credibilidade e confiança para que aqueles que nunca tiveram a experiência possam utilizar a carteira sem preocupações. O cadastro na plataforma também é simples e, após a aprovação do perfil pelo time de complinace, o usuário está liberado para comprar e vender reais por bitcoins.

“Enxergamos no Brasil um mercado financeiro com grande potencial. Entre todas as modernidades que as fintechs têm apresentado, queremos ser os facilitadores do dia a dia do consumidor, com uma plataforma simples e segura de ser utilizada. Assim como em outros países onde já temos operação, nosso objetivo é ser a carteira digital mais completa do mercado brasileiro”, explica Fernando Bresslau, Country Manager da Ripio no país.

Apesar do Brasil ainda estar engatinhando nesse segmento, os investimentos em criptomoedas somam hoje no mundo um valor de mercado superior a US$ 300 bilhões, segundo estimativas do site CoinMarketCap, referência em consulta de investimentos nesse tipo de moeda.

“Acreditamos que essa é uma revolução financeira que chegou para ficar. Apostamos no desenvolvimento e acreditamos que o Brasil pode alcançar outros países que já estão muito mais avançados nesse sentido. A Ripio quer trazer informação para a população brasileira para que, assim como os estrangeiros, eles também saibam a forma correta e segura de utilizar criptomoedas e ajudem esse mercado digital a se desenvolver e se tornar uma grande potência aqui. Nosso objetivo é fazer com que as pessoas nos vejam como uma empresa sólida, com padrões internacionais e segurança e investidores conceituados”, finaliza Bresslau.

A startup também oferece as melhores taxas do mercado, de maneira simples e objetiva, para que mesmo os usuários que nunca tiveram contato com corretoras financeiras ou trading possam fazer suas transações tranquilamente. Em outros países, o aplicativo já permite pagar contas de luz, água e fazer recargas de celular, além da funcionalidade de efetuar transferências em dinheiro de uma conta para outra. A expectativa é que esses serviços também cheguem ao Brasil em breve.

Com 5 anos de atuação no mercado, a Ripio já está presente em mais três países (Argentina, México e Colômbia) e conta com o capital de mais de 12 empresas investidoras. Entre elas, Draper Associates, Digital Currency Group e Medice Ventures. No Brasil, a startup já conta com mais de 35 mil usuários.

Variedade de sorvete atrai clientes durante inverno

Com o início do inverno e os mitos em torno das comidas geladas, é preciso muita criatividade para manter a clientela firme e forte nas sorveterias. A Sr. Sorvete, rede de franquias de sorvete pertencente ao Grupo Oportunidade, sabe muito bem como driblar essa situação.

A rede, que foi criada em 2014, conta com uma diversidade de sorvetes capaz de agradar todo mundo. “Muitas pessoas têm receio de tomar sorvete no inverno com medo de ficar gripada, mas isso é mito. A gripe é um vírus, não tem relação com a temperatura do alimento. Mas, como esse mito ainda é forte em muitas regiões, criamos um cardápio especial para o inverno com sabores e misturas mais quentes”, conta Leandro Sambini, chef gelatiere e sócio-fundador da Sr. Sorvete.

Quem passa por uma unidade da marca pode se deliciar com taças como o Sr. Banana Gateau,com banana, petit gateau, canela, chocolate com avelã, ganache especial, Sr. Sorvete de creme e chantilly, ou o Sr. Fondue de Morango, com uma bola de sorvete de morango, delicioso ganache quente, chantilly e morango picado. Outra opção é a taça Sr. Chocolamour, feita com duas bolas de sorvete, farofa crocante especial, chocolate quente especial, chantilly e biju.

Algumas opções já são famosas na rede, como o sorvete assado, que conta com bolo pão de ló, sorvete e marshmallow, e a feijoada de sorvete.

Tudo isso traz inúmeros benefícios para os franqueados já que aumenta as opções e mantém estável a presença dos clientes. Além disso, as promoções e divulgações em redes sociais geram curiosidade e atraem novos clientes ao estabelecimento.

Rodrigo Arozo é o mais novo sócio da Diagma Brasil

O executivo Rodrigo Arozo é o mais novo sócio da Diagma Brasil, empresa especializada em consultoria logística e supply chain.

Engenheiro de produção, com mestrado na UFRJ e MBA no Instituto Empresa de Madrid, Arozo se incorpora à Diagma – empresa de origem francesa considerada referência em sua especialidade – para fortalecer os planos de expansão e alavancar os negócios da consultoria no Brasil.

Para assumir suas novas atribuições, Arozo deixa a consultoria Ilos, da qual foi sócio e um dos fundadores. Ele pretende aprimorar ainda mais a área técnica e comercial da Diagma, além de fornecer complementariedade de serviços aos clientes, trazendo toda a sua experiência de 17 anos como consultor em supply chain, com destaque para projetos em rede logística.

Criada em 1973, a Diagma possui escritórios também no Marrocos e Turquia, além de França e Brasil. Aqui, a Diagma se concentra principalmente em projetos de consultoria em logística e Supply Chain.

Segundo lançamento da Trisul em Santos já tem 75% das unidades vendidas

O VivaMar Condomínio Canário, da Construtora Trisul, trouxe uma injeção de ânimo para o setor imobiliário em Santos, com 75% das unidades vendidas no final de semana de lançamento. Enquadrado no Plano Minha Casa Minha Vida, o residencial tem um VGV estimado de R$ 46 milhões e já é o segundo lançamento da empresa esse ano na Baixada Santista, região que há 10 anos não via novidade no setor. Esse lançamento é a segunda fase dos lançamentos da Trisul na região.

Conforme Lucas Araujo, gerente de marketing e inteligencia da Construtora – “Sentimos que a demanda pela aquisição da casa própria em toda Baixada sofria de uma carência grande. A Trisul trouxe uma nova chance para quem procura imóvel, e continuaremos a focar nesses mercados com demanda reprimida”.

O Condomínio Vivamar Canário possui o selo Trisul Life, que faz parte dos projetos da construtora enquadrados em imóveis economicos – Plano Minha Casa Minha Vida – que oferecem juros menores e subsídios ao consumidor de baixa renda – “focamos nesses imóveis principalmente na Grande São Paulo, Baixada Santista e Interior, em que há demanda de mercado e oportunidades de negócios”, relata o gerente.

O empreendimento oferece lazer, segurança 24 horas e unidades com espaços muito bem distribuídos. Formado por duas torres, num total de 236 apartamentos com dois dormitórios, banheiro, sala de estar, sala de jantar, cozinha e área de serviço.

Segundo o gerente de Marketing da Trisul, adquirir um apartamento no VivaMar Condomínio Canário é a chance de conquistar a casa própria – “São apartamentos a partir de R$ 159 mil. O programa MCMV oferece subsídio de até R$ 25 mil e possibilidade de utilizar o FGTS, além da construtora oferecer a Escritura gratuita e entrada facilitada” – lembra Lucas.

Com esse segundo empreendimento, a Trisul marca presença em Santos com empreendimentos bem localizados, facilidades para aquisição, próximos de ciclovias, comércios, escolas e hospitais. As obras da primeira fase anteriormente lançada já foram iniciadas, com prazo para conclusão de dois anos.

Sherwin-Williams e Fini se unem para presentear torcida brasileira

Com o objetivo de colorir e adoçar a vida dos torcedores durante as competições, Sherwin-Williams e Fini retomam a ação que tem sido um grande sucesso. Desta vez, pensando nos jogos, o slogan da campanha é “Torça com Cores e Sabores”, e o consumidor que adquirir de sexta a domingo, nos meses de junho e julho, qualquer produto da Sherwin-Williams e apresentar a nota fiscal no caixa, será presenteado com o brinde exclusivo. Para ganhar uma segunda lata cofre, basta que no momento da compra, o cliente faça um post com a foto do brinde nas redes sociais utilizando a #sherwinefini.

A campanha está positivada nas principais lojas das redes Telha Norte, Dicico, Leroy Merlin, C&C, Amoedo, Casa Show e Cassol, de São Paulo (Grande SP e região de Campinas), Rio de Janeiro (Grande Rio), Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Brasília, Porto Alegre, Tintas MC, Tintas Palmares, Varejão das Tintas, Tintas JD e Recanto das Tintas.

“Torça com Cores e Sabores” faz parte da iniciativa dos profissionais de Trade Marketing da Tintas Sherwin-Williams, Fabio Pereira e Vitor Cybis, e do departamento de Canais Especiais e Expansão da Fini, Dora Appolinário e Marielle de Oliveira.

“Para nós é uma alegria termos a quarta campanha promocional em parceria com a Sherwin-Williams. Unimos cor, sabor e surpresa para presentear e celebrar os jogos ao lado dos nossos consumidores e clientes”, destaca a Coordenadora de Canais Especiais e Expansão da Fini, Dora Appolinário.

Confira as lojas participantes: Telha Norte, Dicico, Leroy Merlin, C&C, Amoedo, Casa Show e Cassol.

Regiões: São Paulo (Grande SP e região de Campinas), Rio de Janeiro (Grande Rio), Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Brasília e Porto Alegre.

Transportadoras têm que se atualizar para atender Indústria 4.0

Ainda que o tema Indústria 4.0 esteja cada dia mais presente nos discursos e nas conversas de vários setores industriais, esse é um assunto que ainda engatinha nas esferas do transporte. Foi essa uma das conclusões da pesquisa inédita sobre o Perfil das transportadoras do Brasil, encabeçada pelo TruckPad, Estradão e Ipsos, que revelou que mais de 40% das empresas do setor ainda usa planilhas como principal ferramenta na hora de contratar autônomos e 23% das transportadoras não usa nenhum TMS para gerenciar suas demandas de fretes. E ainda: 25% dos donos, sócios e CEOs das empresas pesquisadas não sabem quais ferramentas estão sendo usadas dentro de suas empresas.

Esses e outros dados levantados pela pesquisa feita com cerca de 400 pessoas – 70% dos quais sócios, donos, Ceos, diretores ou gerentes das empresas transportadoras – tiveram como principal objetivo entender o comportamento, atitudes, motivações e perspectivas deste setor em todo território nacional. A pesquisa levantou informações completas que vão desde o perfil dos entrevistados e atuação no mercado até a adoção de ferramentas. Além dos dados, as conclusões da pesquisa visam apresentar algumas análises profundas do comportamento do mercado, explorar conceitos e apontar oportunidades. A intenção foi traçar um perfil dos anseios desse segmento para ajudar a direcionar as ações e projetos com mais eficiência.

Veja aqui alguns resultados da pesquisa:

– Transportadoras concentram sua atuação nas regiões sudeste (53,7%) e sul (19,1%), as outras regiões do Brasil tem uma atuação ainda bem tímida: 12,6% no centro-oeste, 10,7% no nordeste, e apenas 3,7% no norte;

– Mais de 70% das transportadoras tem frota própria;

– 72,7% das transportadoras com mais de 100 funcionários atua há mais de 16 anos no mercado, o que mostra um setor maduro com empresas sólidas;

– Quase metade das transportadoras brasileiras foca sua carga em um segmento específico: 9,3% transporta carga fracionada; 8,3% atua no segmento de refrigerados/frigoríficos/perecível; 7,4% em carga perigosa/químicos; eletrônicos e eletrodomésticos são transportados por 6,5%, mesma porcentagem para os grãos e insumos agrícolas;

– A pesquisa aponta também que o baú é o tipo de carroceria mais usado pelas transportadoras para transportar essas cargas prioritárias (34,3%), com mais de o dobro do sider e do frigorífico, com 13,9% e 12%, respectivamente;

– Quase 60% das transportadoras operam com caminhões com mais de 5 anos de uso;

– 71% das empresas trabalham com TAC, ou seja, contratação de motorista autônomo; dessas, 33% afirmam que a principal vantagem é o preço competitivo, mas a grande oferta de profissionais e ter menos burocracia também foram as respostas de 25% e 16%, respectivamente.