Quase 70% dos prefeitos do Vale do Paraíba e Litoral Norte têm propostas em tecnologia

Das 39 cidades da mesorregião do Vale do Paraíba Paulista e Litoral Norte, em 26 já há a tendência de receber investimentos em tecnologia nos próximos anos. É o que mostra consulta feita pela Rede Cidade Digital (RCD) aos planos de governo dos prefeitos, protocolados no ano passado junto ao TSE. A segurança pública é o setor mais lembrado pelos prefeitos (22%), com a diretriz para implantação de câmeras de monitoramento nas cidades. Outra necessidade apontada é a informatização dos mais diversos setores que aparece com 16%, seguido de investimentos tecnológicos na Educação e Saúde, 13% e 10% respectivamente.

O diretor da RCD, José Marinho, ressalta ainda que diversas localidades já contam com iniciativas digitais. Alguns modelos, acrescenta ele, serão apresentados no I Fórum de Cidades Digitais do Litoral Norte, que será realizado em Ilhabela, dia 05 de dezembro, por meio de uma parceria entre a Rede Cidade Digital e a Prefeitura Municipal de Ilhabela. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br. “Mais do que infraestrutura de rede e sistemas, é preciso pensar no cidadão, em como a tecnologia possibilitará melhores condições de vida através do desenvolvimento local. Por isso a importância desse fórum para interação e para facilitar o planejamento em TIC das cidades”, observa Marinho.

Propostas – Entre os prefeitos com mais propostas está o de Campos do Jordão, Fred Guidoni, que incluiu iniciativas inovadoras com enfoque na saúde e na inclusão digital, tendo como objetivos informatizar e remodelar todo o sistema de atendimento dos pacientes, além de iniciativas para tornar a cidade mais moderna. Outro município que planeja dar ênfase à tecnologia é Potim, onde a prefeita Erica Soler Santos De Oliveira cita a implantação de internet em praças públicas e a modernização das escolas através de lousas digitais, além de recuperar o sistema de monitoramento por câmeras instaladas eA?m determinados pontos estratégicos.

O prefeito de Taubaté, Ortiz Júnior, é o que mais destacou no plano de governo investimentos em tecnologia, abrangendo diversos setores, dentre eles para educação, tomando como base uma reestruturação dos laboratórios de informática e o acesso à internet nas escolas. Na Saúde, o prefeito propôs a adoção do prontuário médico eletrônico e um sistema de notificação via mensagem, com o intuito de facilitar o atendimento da população.

Cidades Digitais – Ainda de acordo com o diretor da RCD, José Marinho, o I Fórum de Cidades Digitais do Litoral Norte Paulista visa promover a troca de experiências e contribuir com o planejamento tecnológico dos municípios. Na pauta do encontro constam políticas públicas, soluções de mercado e modelos em andamento nos municípios.

Serviço:

I Fórum de Cidades Digitais do Litoral Norte Paulista

Ilhabela, 5 de dezembro

Inscrições gratuitas para servidores públicos

Anúncios

Empreendedores do Vale do Silício dão dicas para startups brasileiras na Fiesp

Participantes da 18ª edição do Concurso Acelera Startup receberão online dicas de especialistas em empreendedorismo do Vale do Silício (nos Estados Unidos), Israel, França, Canadá e Portugal. A novidade se estende ao público que não participa do concurso e tem interesse em receber uma mentoria internacional com cases de sucesso. Durante o evento, seis cabines de teleconferência estarão disponíveis para as empresas inscritas na disputa e também para empreendedores que passarem pela Paulista ou que tenham participado apenas da abertura/encerramento do evento.

Organizado pelo Comitê Acelera Fiesp (CAF), a iniciativa acontece nos dias 27 e 28 de novembro, na sede da entidade, das 8h às 18h. O Acelera Startup incentiva o empreendedorismo inovador e aproxima projetos e empresas de investidores. Participarão projetos ou empresas, tanto pré-operacionais (sem faturamento) quanto operacionais (que já tenham receita), nas categorias indústria 4.0, agrotech, educação, smat cities/gestão pública e geral.

O evento conta com palestras sobre inovação, investimento e empreendedorismo, além do acompanhamento dos pitches (apresentações) dos finalistas à banca de investidores mais seleta do mercado. Para os 300 empreendedores que tiveram projetos ou startups selecionados na primeira fase de avaliação haverá dois dias de um exclusivo processo de aceleração, com palestras, workshops, mentorias e avaliações classificatórias.

Os dez candidatos mais bem avaliados (sendo um operacional e um pré-operacional de cada categoria) chegarão como finalistas do evento, podendo apresentar seu negócio no modelo de elevator pitch (com duração de até três minutos), à banca de investidores. Dois deles serão os grandes vencedores, sendo um operacional e outro pré-operacional, independentemente da categoria. Serão premiados projetos e empresas inovadoras tanto em fase pré-operacional quanto operacional.

Nas últimas edições do evento, foram recebidas mais de 22.000 inscrições de todo o Brasil. Participaram mais de 300 mentores e cerca de 350 investidores. Somando as edições anteriores (2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), o evento já gerou investimentos de mais de R$ 20 milhões.

As inscrições podem ser feitas na página do Acelera: http://hotsite.fiesp.com.br/acelera/

Serviço:

Concurso Acelera Startup

Data: 27 e 28 de novembro

Local: Edifício-sede da Fiesp.

Endereço: Avenida Paulista, 1313. São Paulo

Advogadas alertam empresas que registro no CRA-PR nem sempre é obrigatório

O registro no CRA tem como consequência o pagamento de anuidades, calculadas conforme o capital social da empresa, que vão desde R$ 551,00 até R$ 3.855,00 por ano. A multa pela falta de registro é de R$ 3.855,00.

De acordo com a advogada Michelle Pinterich, da SPTB Advocacia, boa parte das empresas notificadas pelo CRA-PR é composta por holdingspuras, que se dedicam à administração de bens próprios e à participação no capital social de outras empresas.

“No caso das holdings, em que a administração da sociedade normalmente é exercida por um dos sócios e não há a prestação de serviços de administração para terceiros, como atividade-fim, não há obrigatoriedade de registro no CRA”, alerta Michelle. Há inclusive jurisprudência nos Tribunais Regionais Federais e no STJ nesse sentido.

A advogada Amália Pasetto Baki, também da SPTB Advocacia, alerta sobre a importância de fazer a análise do objeto social de cada notificada, para a solução mais correta. “Quando constatada a ausência de obrigatoriedade do registro, orientamos que a empresa notificada protocole no CRA-PR uma resposta ao ofício, dentro do prazo de 15 dias, a fim de formalizar sua discordância com a exigência”.

Quase 9 milhões de assentos são ofertados no RIOgaleão para alta temporada

Rio de Janeiro – Diante da expectativa de um final de ano mais otimista na aviação e de crescimento da demanda por voos, tanto de passageiros brasileiros quanto estrangeiros, o RIOgaleão se preparou para a alta temporada 2017/2018 com novas rotas e aumento nas frequências internacionais já existentes. A previsão é de um aumento no movimento do Aeroporto Internacional Tom Jobim de aproximadamente 5% em comparação com o mesmo período do ano passado. Na alta temporada anterior, o RIOgaleão ofertou cerca de 8,5 milhões de assentos e agora o número pode chegar a 8,9 milhões, incluindo as novas linhas que atuarão no terminal para destinos como Europa, Estados Unidos, América do Sul e África.

Os números demonstram que a malha aérea do Rio está em crescimento e que as empresas aéreas estão confiantes no aumento do interesse do viajante pela cidade, seja a turismo, a trabalho ou como ponto de conexão. A qualidade dos serviços prestados pelo aeroporto, a maior conectividade do aeroporto com outras cidades (aumento de conexões do RIOgaleão com outras cidades) e os incentivos oferecidos têm atraído companhias aéreas para o terminal. Uma comparação entre 2017 com as previsões de 2018 monstra que deve haver um crescimento de 8% na oferta de assentos de voos para Europa e Estados Unidos. Já para destinos da América Latina, o aumento previsto é de 3%.

Hoje, posicionado como um hub de conexão, o RIOgaleão já atende uma malha aérea que abrange todas as regiões do país. A procura por conexões aumentou comparando 2016 com 2017 – entre voos domésticos cresceu 12% e entre domésticos/internacionais, 15%. O aeroporto é um dos principais hubs da GOL Linhas Aéreas no Brasil. Dessa forma, o terminal facilmente se conecta com os principais destinos das regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul. Além de disponibilizar diversas opções de voos nacionais, o Aeroporto Internacional Tom Jobim se fortalece como principal ponto de conexão de turistas estrangeiros para outros destinos dentro do país – graças, também, à posição geográfica estratégica, que facilita a distribuição de rotas.

Em outubro, três linhas acrescentaram novas frequências de voos e uma linha apresenta uma nova rota. A Alitalia adicionou uma frequência para Roma (Itália), passando a realizar voos diários; a British Airways, que passa a operar voos com o Boeing Dreamliner 787-8, tem nova frequência para Londres (Inglaterra), totalizando seis voos por semana – a partir de maio de 2018, o voo volta a ser diário no aeroporto carioca –; e a Royal Air Maroc, que já realiza dois voos semanais para Casablanca (Marrocos), passa a viajar três vezes por semana para o destino. Para completar, a LATAM começa a operar o voo Rio-Lima (Peru) quatro vezes por semana.

Em novembro, a KLM adiciona mais uma frequência para Amsterdam (Holanda), passando a operar com voos diários; e a TAAG opera mais um voo para Luanda (Angola), totalizando cinco voos semanais. Em dezembro, a Delta Airlines apresenta mais um voo para Nova York (Estados Unidos), totalizando seis voos por semana para o destino e a American Airlines apresenta duas novidades: um novo voo para Dallas (Estados Unidos), três vezes por semana conectando com Los Angeles e Las Vegas, e mais um voo diário para Miami (Estados Unidos).

A partir também de dezembro, a Sky Airlines, do Chile, começará a voar do Rio para Santiago três vezes por semana. Dentre as novas companhias aéreas que estreiam suas operações no RIOgaleão, a LOT Polish Airlines, da Polônia, confirmou 15 voos de natureza não regular a serem realizados entre novembro deste ano e março do ano que vem.

Em janeiro de 2018, a Amaszonas Línea Aérea, da Bolívia, chega ao RIOgaleão para operar quatro voos semanais para Assunção (Paraguai). A Aerolíneas Argentinas fará um voo semanal para Rosário (Argentina) e dois voos semanais para Córdoba (Argentina). A LATAM passa a operar voos diários para Montevidéu (Uruguai). Atualmente, a companhia aérea realiza cinco voos semanais para o destino uruguaio. Já a GOL contará com voos diários para Rosário (Argentina).

No segundo semestre de 2018, em julho, a Aerolíneas Argentinas realizará um voo semanal para Córdoba (Argentina) e a GOL operará duas vezes semanais para Mendoza (Argentina). O RIOgaleão conta com 21 companhias aéreas internacionais e quatro domésticas operando para 27 destinos nacionais e 29 para o exterior.

Modernização do aeroporto

– A nova realidade do RIOgaleão, após mais de R$ 2 bilhões de investimento, conta com incrementos em pistas e segurança, novas ilhas de check-in, 58 novos fingers, balcões de transferência na área restrita para passageiros em conexão doméstica e internacional e tecnologia no acesso ao embarque e no controle de fronteiras. Tudo isso nos permitiu baixar nosso tempo de conexão (MCT – Minimum Connection Times), tempo mínimo considerado suficiente para que um passageiro estabeleça uma ligação entre um voo de chegada e um voo de partida -, explica Patrick Fehring, diretor de desenvolvimento estratégico e cargas do RIOgaleão.

Além de colaborar com a conectividade entre destinos, a parceria com a GOL Linhas Aéreas também trouxe novidades para o passageiro que está em trânsito entre um voo internacional e um voo doméstico. Desde agosto desse ano, o viajante dispõe do serviço exclusivo de self bag drop, ao embarcar em conexões dentro do Brasil. Com isso, logo após passar pela inspeção da Receita Federal, o passageiro tem a facilidade de despachar a sua bagagem para o próximo voo em um espaço dedicado antes da entrada no Duty Free.

Resumo dos novos voos, frequências e companhias aéreas internacionais

1) Novas Frequências

Outubro/2017
Alitalia adicionou uma frequência para Roma (Itália) e passou a realizar voos diários;
British Airways, que passa a operar voos com o Boeing Dreamliner 787-8, tem nova frequência para Londres (Inglaterra), totalizando seis voos por semana. A partir de 2018, a frequência vira diária;
Royal Air Maroc, que já realiza dois voos semanais para Casablanca (Marrocos), passa a viajar três vezes por semana para o destino.

Novembro/2017
KLM adiciona mais uma frequência para Amsterdam (Holanda), passando a operar com voos diários;
TAAG opera mais um voo para Luanda (Angola), totalizando cinco voos semanais.

Dezembro/2017
Delta Airlines apresenta mais um voo para Nova York (Estados Unidos), totalizando seis voos por semana para o destino.

Dezembro/2017 a Fevereiro/2018 (sazonal)
American Airlines apresenta mais um voo diário para Miami (Estados Unidos).

Janeiro/2018
Latam passa a operar voos diários para Montevidéu (Uruguai);
GOL passa a operar voos diários com destino à Rosário (Argentina).

Março/2018
Latam adiciona mais um voo para Montevidéu (Uruguai) passando de cinco voos semanais para seis.

2) Novos Voos

Outubro/2017
LATAM começa a operar o voo Rio-Lima (Peru) quatro vezes por semana.

Dezembro/2017
Sky passa a operar novo voo Rio-Santiago (Chile) três vezes por semana;
American Airlines opera novo voo para Dallas (Estados Unidos) três vezes por semana conectando com Los Angeles e Las Vegas.

Janeiro/2018
Amaszonas Línea Aérea inicia operação de quatro voos semanais para Assunção (Paraguai);
Aerolíneas Argentinas opera um voo semanal para Rosário (Argentina) e dois voos semanais para Córdoba (Argentina).

Julho/2018
Aerolíneas Argentinas opera um voo semanal para Córdoba (Argentina);
GOL opera para Mendoza (Argentina) duas vezes por semana.

3) Voos Charter (não-regular)

Novembro
LOT Polish Airlines, da Polônia, já confirmou 15 voos de natureza não regular, a serem realizados entre novembro deste ano e março do ano que vem.

4) Novas Companhias Aéreas

Novembro
LOT Polish Airlines, da Polônia (voos não-regulares);

Dezembro
Sky, do Chile;

Janeiro
Amaszonas Línea Aérea, da Bolívia

Evento discute futuro do bitcoin no Brasil

A FOXBIT realiza em parceria com a Cripto.eco, organizadora do evento, a primeira edição do Meetup Bitcoin Rio de Janeiro. No dia 22 de novembro, João Canhada (CEO da FOXBIT), Fabio Seixas (Co fundador da Taylor) e Gabriel Aleixo (Desenvolvedor de Negócios da Star Labs e Its Rio), se reunirão com o público presente para discutir sobre bitcoin e o futuro do dinheiro.

“Para nós, é uma grande oportunidade nos reunir com grandes nomes do mercado na realização da primeira edição do Meetup RJ. O Rio é um grande estado e com grandes potencialidades para o setor. Amadurecer a ideia do bitcoin é fantástico, pois percebemos a grande procura pelo tema na cidade maravilhosa”, afirma João Canhada, CEO da FOXBIT.

O evento será realizado no teatro João Theotônio – Cândido Mendes, que fica na Rua da Assembleia 10, Rio de Janeiro. O Meetup será realizado das 19h às 22h e a transmissão será ao vivo pelo site: foxbit.com.br/aovivo.

Desafio UFSCar de Inovação e Empreendedorismo promove primeiro encontro

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realiza dia 22 o primeiro encontro presencial do Desafio de Inovação e Empreendedorismo, que está sendo promovido pela Agência de Inovação da UFSCar até o primeiro semestre de 2018. O encontro será um importante momento para interação e troca de experiências e para a execução da versão inicial do modelo de negócios de cada equipe participante.

O evento acontecerá no Teatro Florestan Fernandes, área Norte do Campus São Carlos, a partir das 18 horas. Às 20 horas, começa o “Canvaton” (maratona de Canvas, para elaboração de modelo de negócio simplificado) no piso 2 da Biblioteca Comunitária (BCo), localizado também na área Norte. A programação completa pode ser conferida na página do evento no Facebook (http://bit.ly/2zpyMNN). Além dos inscritos no Desafio, as atividades são abertas a toda a comunidade acadêmica da UFSCar – alunos, docentes e técnico-administrativos – e para o público em geral.

O Desafio UFSCar foi lançado oficialmente no dia 3 de outubro, em cerimônia que reuniu pesquisadores e representantes da Universidade, e seu principal objetivo é incentivar os participantes a levarem à sociedade os avanços tecnológicos resultantes de estudos e pesquisas, prevendo a capacitação da comunidade acadêmica e estimulando o surgimento de projetos inovadores com mecanismos para apoio e viabilização, além de ações para difusão da cultura da inovação e do empreendedorismo. A iniciativa, que está em sua segunda fase – submissão de modelo de negócios simplificado -, terá premiação em duas categorias: “Startup” e “Licenciamento”.

Todas as informações sobre as próximas etapas estão no site https://inovaufscar.wixsite.com/desafioufscar e dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail desafio@fai.ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-9040.

Cinco dicas para economizar nas viagens corporativas

As viagens corporativas continuam crescendo no Brasil – líder do segmento na América Latina. No entanto, quando não planejadas de forma adequada, podem pesar no orçamento das empresas – independentemente de seu tamanho. A hora do reembolso também não é tarefa fácil, já que pode tomar muito tempo de trabalho, desgastar gestores e funcionários e afetar a produtividade das organizações.

Diante disso, especialistas apontam cinco dicas que podem fazer a diferença na hora de fechar as contas com despesas corporativas.

1. Defina as políticas de viagens em sua empresa

De acordo com Bruno Pain, diretor do VExpenses, aplicativo que oferece praticidade para a gestão de despesas corporativas, para não se perder no controle das despesas geradas, é importante elaborar uma política que contemple todos os aspectos que uma viagem pode ter.

“Relatórios, recibos, refeições, cancelamentos ou alterações de reserva, procedimentos de segurança, definições de gastos diários, enfim, tudo deve estar claro para que você esteja preparado para qualquer eventualidade no setor administrativo”, explica o profissional. Além dos gastos básicos, é fundamental também considerar possíveis gastos extras caso ocorra algum tipo de imprevisto.

2. Invista em uma agência de viagem de confiança

Ter uma agência de viagem corporativa – TMC (Travel Management Companies) – parceira é essencial para auxiliar as empresas no desenvolvimento de relatórios detalhados de gastos e consultoria na gestão das viagens, contribuindo, assim, com a redução de custos.

De acordo com Rubens Schwartzmann, CEO da Costa Brava Viagens e Eventos e presidente do Conselho de Administração da Abracorp, a escolha da TMC adequada ao negócio deve ser precedida de discussões internas para determinar os objetivos fundamentais do programa de viagens. “A crescente demanda por viagens corporativas requer, cada vez mais, programas gerenciados com segurança, de modo a equilibrar as necessidades dos funcionários com os objetivos corporativos”, comenta o executivo.

3. Contrate um gestor de viagens

Se a empresa é grande e/ou as viagens são muito frequentes, controlar de perto as despesas corporativas pode se tornar uma tarefa difícil, podendo sobrecarregar o setor Administrativo e/ou Financeiro. Neste caso, contratar um Gestor de viagens que cuide somente de assuntos relacionados a isso é uma boa alternativa. Além de ajudar uma empresa a reduzir gastos, o Gestor pode otimizar recursos, para que eles possam ser aplicados em outros setores e melhorem a produtividade da empresa.

4. Utilize ferramentas de gestão de reembolsos

Para acabar com a burocracia que envolve a gestão de despesas de viagens corporativas, algumas empresas desenvolveram ferramentas importantes para ajudar nessa organização. É o caso da VExpenses. O aplicativo desenvolvido pela empresa permite a substituição dos relatórios em papéis e planilhas por fotos de celular.

O funcionário tira foto do recibo e o sistema identifica automaticamente os dados, atualizando o responsável da área com relatórios de despesas para aprovação. A solução ajuda o gestor a acompanhar orçamentos de perto, além de otimizar o tempo e facilitar o processo de reembolso.

5. Faça acordos comerciais

Fechar acordos comerciais com fornecedores do segmento, como companhias aéreas, locadoras de veículos, empresas de táxi, hotéis e restaurantes, também pode ajudar as empresas a economizarem. “No caso das companhias aéreas, por exemplo, além da possibilidade de conseguir descontos em bilhetes aéreos, é possível, dependendo da empresa, definir um volume mensal de reembolso de viagens corporativas, para que não haja desperdícios relacionados a voos não utilizados”, comenta Pain.