Vendas de Dia dos Pais devem crescer 5% em SP

São Paulo (SP) – De acordo com uma pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), com a participação das principais CDLs do Estado, neste ano, o Dia dos Pais deve movimentar cerca de R$ 8 bilhões em vendas, gerando um acréscimo de 5%. A data se tornou uma das principais datas do varejo no segundo semestre e, consequentemente, servirá de termômetro para o semestre.

No mesmo período do ano passado, o estado estava na expectativa de saída da fase emergencial e ainda não contava com a segurança de um bom desempenho nas vendas. Neste ano, sem restrições, o otimismo dos lojistas está ligado ao bom desempenho do varejo nos últimos meses, já que o varejo paulista apresentou um aumento de 24,8% nas vendas e somente no mês de junho, o setor demonstrou um acréscimo de 5,9%.

“Com os estabelecimentos abertos e funcionando normalmente, as datas comemorativas voltam a apresentar um bom desempenho de vendas, além do aumento no fluxo de pessoas. O Dia dos Pais é esperado por grande parte dos lojistas”, explica o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

Ainda que nos últimos anos o varejo no digital tenha apresentado um bom desempenho, segundo a entidade, a maior parte do volume de vendas vai permanecer no varejo físico. De acordo com a pesquisa, cerca de 72% dos lojistas esperam que o comércio de rua e os shoppings recebam alta demanda. Bares e restaurantes também devem apresentar um cenário positivo, com um aumento de 15% no fluxo.

Já no cenário das vendas, o setor de vestuário e calçados deve apresentar o melhor desempenho, seguido do setor de eletrônicos. Com os bons índices do semestre, os comerciantes acreditam que, na hora da compra, além dos pais, os avós também devem ser presenteados na data.

O Dia dos Pais marca o início do segundo semestre de vendas para o varejo e espera ainda que a Copa do Mundo atraia mais pessoas às lojas. A expectativa é de que, além da data, o Dia das Crianças e Black Friday, as lojas recebam uma demanda maior de compra.

“O varejo tem apresentado bons índices, o que ajuda na recuperação. Com o avanço na vacinação, podemos falar, na prática, de uma retomada do varejo. Esperamos que até o final do ano, as vendas se equilibrem com o último ano antes da chegada da pandemia, 2019”, finaliza Stainoff.

Autor: canalexecutivoblog

Notícias do mundo corporativo para quem decide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: