Geólogo critica estratégia da Petrobrás e aponta consequências para o caixa da empresa

A venda de importantes ativos foi o caminho escolhido pela Petrobrás para quitar suas dívidas num prazo curtíssimo, daí a alavancagem de 2,5 adotada. A alternativa, contudo, encontra fortes resistências dentre os analistas e especialistas do mercado, pois a estatal está se desfazendo, desnecessariamente, de ativos preciosos.

A lista é extensa, mas podemos citar os mais célebres, como Carcará, a Nova Transportadora do Sudeste (NTS) e agora a TAG (Transportadora Associada de Gás) esta última com grande capilaridade, principalmente no nordeste. Enquanto isso, a Petrobrás está deixando de lado novos investimentos em explotação, delimitação e exploração, como afirma o geólogo Luciano Seixas Chagas.

“O senhor [Pedro] Parente está focando quase exclusivamente na meta de 2,5 de alavancagem, fazendo caixa excessivo através da venda açodada de ativos para pagar, em prazo curto, juros e dívidas. Esta é uma coisa absolutamente fora de propósito na indústria do petróleo”, disse.

O geólogo explica que a Petrobrás está deixando ou postergando, assim, a delimitação de reservas e a perfuração de novos poços exploratórios. Com isso a petroleira deixa de apropriar grandes volumes de reservas provadas, hoje possíveis, o que aumentaria, substancialmente, o seu índice de reposição de reservas, hoje absurdamente negativo.

Chagas esclarece também que a reserva provada deve “entrar na contabilidade. Mas se as acumulações não forem delimitadas por poços, você não torna isso um ativo contábil, com consequências sérias para uma correta avaliação da empresa em termos contábeis e comerciais. Os únicos volumes que não podem ser contabilizados são os oriundos da cessão onerosa, contabilizados apenas quando produzem”.

“Mesmo assim estes deveriam ser anotados nos rodapés (notas) dos balanços e balancetes para conhecimento do potencial”, afirma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s