80% das PMEs buscam consultoria empresarial apenas ao enfrentar crise

Saúde financeira, gestão de negócios e governança corporativa ainda são temas considerados tabu entre as empresas de pequeno e médio porte no Brasil. É o que comprova a pesquisa da Finance365, plataforma online de governança corporativa para PMEs, que revela que apenas 3 em cada 10 empresas visualizam na consultoria empresarial uma oportunidade de antever e se preparar para uma crise financeira.

Veja pontos importantes revelados pela pesquisa:

65% das PMEs são empresas familiares

A ausência de profissionalização e gestão de riscos são os dois problemas mais comuns de negócios familiares. Com estrutura enxuta, a gestão é centralizada no fundador que por sua vez tem dificuldades de colocar de lado as emoções nos momentos de decisões.

Além disso, a transição de gestão normalmente é muito traumática e marcada pela falta de planejamento a médio e longo prazo, conflitos entre os objetivos da família e da empresa e falta de um plano de cargos e salários que determine a atuação de cada membro dentro da organização.

As regiões Sul e Sudeste lideram as buscas por consultorias empresariais

Os cinco maiores PIBs do Brasil estão concentrados nas regiões Sul e Sudeste representados pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, de acordo com os dados do IBGE. Portanto, naturalmente, a busca por soluções de gestão empresarial é grande entre as regiões com maior participação no Produto Interno Bruto, pois os cinco maiores Estados representam 60% da produção brasileira.

10% das PMEs estão em crescimento acelerado

Na contramão do mercado, 10% das PMEs estão em um crescimento acelerado e visam novas oportunidades de negócios dentro e fora do país. Enquanto isso, o sinal de alerta está acionado para outras 35% que estão na UTI e enfrentam uma grave crise ocasionada por fatores externos da macroeconomia, falta de planejamento e gestão de riscos.

Os outros 55% das PMEs seguem estáveis e não estão ameaçadas por uma grande crise, mas também não crescem e avançam no mercado nacional.

Setor industrial é o mais afetado pela crise econômica

Apesar da força econômica do país ser dividida em três setores, o industrial é o mais importante para economia do país e também o mais afetado pela falta de estrutura das PMEs frente aos desafios da macroeconomia e fatores internos.

15% das empresas têm potencial para internacionalização

Vender serviços e produtos em dólar com custo de produção em reais para um mercado enorme é a oportunidade de alavancar a matriz brasileira e gerar um upgrade na imagem da empresa, além das ótimas projeções de crescimento sustentado da marca. Focadas em alcançar sucesso na internacionalização da marca, 15% das PMEs buscam estruturas para ultrapassar as fronteiras, pois para isso é imprescindível seguir as regras de compliance americanas para realizar os processos pré e pós-vendas, estudar componentes-chave para o sucesso da empresa que são o preço e a qualidade do produto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s