Previdência complementar paulista cresce 16% no semestre

A Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (SP-PREVCOM) fechou o 1º semestre de 2017 com R$ 705 milhões em patrimônio acumulado, registrando crescimento de 16% em relação aos R$ 605 milhões apontados no balanço do ano anterior. De janeiro a junho de 2017, a Fundação agregou, em média, R$ 12 milhões mensais em recursos, movimento decorrente das contribuições dos mais de 20 mil participantes, da contrapartida do patrocinador e das portabilidades de fundos privados para os planos da instituição.

A SP-PREVCOM definiu como política de investimentos a aplicação dos recursos integralmente em títulos do Tesouro Nacional (NTN-B), atrelados à inflação, a mesma linha adotada desde 2013 de acordo com a estratégia de minimizar riscos e superar o alvo de IPCA mais 5% a.a.. “Apesar dos leves sinais de melhora da economia, com a inflação retornando à meta do governo federal, a recomendação de investimento foi fixada em função do cenário, que permanece instável. A concentração em títulos federais é a alternativa mais confiável em períodos de turbulência pela previsibilidade de retorno e por sua baixa volatilidade”, afirma Carlos Henrique Flory, presidente da Fundação.

Rentabilidade

No primeiro semestre de 2017 a Fundação manteve o desempenho alcançado nos últimos 4 anos e sustentou a rentabilidade em patamar superior à meta. De janeiro a junho de 2017 o patrimônio dos participantes rendeu 4,52% — acima do alvo (IPCA + 5% a.a.) que atingiu 3,68%%. No mesmo período, a caderneta de poupança apurou 3,54% e a inflação acumulada ficou em 1,18%. O resultado semestral corresponde a 80,05% do CDI que fechou com rendimento de 5,65%.

No período de fevereiro de 2013, quando se iniciaram as inscrições, a junho de 2017, a SP-PREVCOM registrou rentabilidade de 67,48% sobre o capital investido. Este resultado supera o alvo estabelecido para a Fundação, de inflação (IPCA) mais 5% que fechou em 62,72%. No rendimento acumulado, a SP-PREVCOM se mantém acima do CDI que rendeu 61,30% até junho deste ano, suplanta os 36,42% da caderneta de poupança e a inflação, que fechou em 31,91% no período.

Pagamento de benefícios

No mês de junho a Fundação pagou aposentadorias a 181 servidores que receberam em renda mensal ou cota única. No último mês, a instituição efetuou R$ 403 mil em pagamentos de benefícios aos participantes que atenderam às normas exigidas de aposentadoria e asseguraram acesso às reservas acumuladas no fundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s