Grendene tem lucro líquido de R$ 264 milhões no primeiro semestre de 2017

Sobral – A Grendene – uma das maiores fabricantes mundiais de calçados – registrou lucro líquido de R$ 263,7 milhões no 1S17, crescimento de 11,5% com relação ao mesmo período de 2016. A companhia terminou o semestre com aumento de 7,6% na receita líquida totalizando R$950,3 milhões versus o mesmo período do ano anterior e Ebit de R$ 166,9 milhões, 21,9% superior. As margens bruta, Ebit, Ebitda e líquida cresceram 0,6 p.p., 2,1 p.p., 1,9 p.p. e 1,0 p.p. respectivamente.

No período, a companhia produziu 71,2 milhões de pares, volume 4% superior ao 1S16. Desses, 51 milhões foram destinados ao mercado interno, enquanto 20,2 milhões tiveram como destino o mercado externo. Com a parcela de 34,1% do volume total de calçados brasileiros exportados, a Grendene manteve a liderança nas exportações de calçados brasileiros pelo 15º ano consecutivo.

De acordo com Francisco Schmitt, diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Grendene, a companhia continua enfrentando grandes dificuldades para manter bons resultados considerando a conjuntura atual no país. “Esse cenário nos confirma, entretanto, que temos grande capacidade de adaptação, pois houve crescimento em todos os nossos indicadores, elevação das margens e dividendos pagos aos acionistas”, reforça o executivo.

No mercado externo, a Grendene enfrentou um dólar médio 14,3% depreciado em relação à taxa de câmbio o que causou uma queda nos preços em reais de 14,2%, versus o primeiro semestre de 2016, apesar da manutenção no preço unitário em dólar do par exportado. Dessa forma, para obter crescimentos de margens com os preços dos produtos exportados em reais caindo, foi necessário contrabalançar com mix de produtos de maior valor agregado e ganhos de eficiência.

No 1S17 a geração de caixa atingiu R$ 411,2 milhões, com elevação do caixa líquido para R$ 1,7 bilhão, com aumento de 13,5%, contra 31 de dezembro de 2016. “Com todas as dificuldades, a companhia tem tido um bom desempenho. O modelo de negócio da Grendene tem se mostrado resiliente e capaz de entregar resultados nas mais adversas condições econômicas e continua confiando nas expectativas traçadas e na capacidade de entregá-las. O desafio continua sendo ganhar market share, fortalecer as marcas e antecipar os desejos dos consumidores”, explica Schmitt.

Metas para o período de 2008-2018:

· Crescimento da receita bruta a uma taxa composta média (CAGR) entre 8% e 12%.

· Crescimento do lucro líquido a uma taxa média composta (CAGR) entre 12% e 15%.

· A Grendene tem por objetivo manter neste período as despesas de propaganda e publicidade em média entre 8% a 10% de receita líquida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s