APTA realizará concurso para premiar as melhores cachaças paulistas

Produtores paulistas de cachaça poderão participar do Concurso Regional “Cachaça com Ciência”, que será realizado em 15 de setembro de 2017, pela Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O envio das amostras de cachaça para participar do evento poderá ser feito até 11 de agosto de 2017. O concurso fará parte da programação do IV Encontro DNA – Desenvolvendo Nosso Agronegócio, organizado pela APTA e que marca os 80 anos da UPD de Jaú da Agência.

O objetivo do Concurso Regional “Cachaça com Ciência” é reconhecer as melhores cachaças produzidas em São Paulo e indicar aos produtores o que eles estão acertando ou errando no processo de produção da bebida. “Essas informações poderão ajudar os produtores a fazer uma cachaça de boa qualidade. Além disso, será uma oportunidade para que eles divulguem seus produtos. Alguns produtores chegam a relatar que a procura pela cachaça cresceu em até 30% após conquistarem medalhas em concursos”, afirma Gabriela Aferri, responsável pela UPD de Jaú da APTA.

As cachaças poderão ser inscritas nas categorias: descansada, envelhecida, premium e extra premium. O produtor pode participar apenas em uma das categorias ou em todas elas. Os produtores das três melhores cachaças de cada categoria receberão um troféu de premiação. Todos os participantes receberão certificados.

A avaliação será feita seguindo quatro critérios: visual, que avaliará limpeza, cor e viscosidade, olfativo, em que serão analisados o teor alcoólico, natureza e acabamento, gustativo, com critérios como corpo, acidez e álcool, e final, com avaliação da qualidade, retrogosto, harmonia e personalidade.

O júri da avaliação será formado por Gabriel Dalla Colleta, diretor técnico da Confraria Paulista da Cachaça; Ana Carolina Corrêa, diretora da Confraria Paulista da Cachaça; Guilherme Chagas Monteiro, procurador da Fazenda Nacional e vice-presidente da Confraria Paulista da Cachaça; João Almeida, sommelier de cachaça, formado em educação sensorial, com ênfase na cachaça e bartender; Maurício Maia, presidente da Cúpula da Cachaça; Milton Lima, membro da Cúpula da Cachaça, proprietário da cachaçaria Macaúva, colecionador e especialista em cachaça há 20 anos; e Aline Bortoletto, pós-doutoranda em cachaça pela Esalq/USP.

“Iniciativas como essa são importantes para valorizar o trabalho dos produtores paulistas e orientá-los sobre como podem melhorar a produção. Essas são recomendações do governador Geraldo Alckmin”, afirma Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s