Porto de Paranaguá bate recorde de movimentação

O Porto de Paranaguá fechou os primeiros seis meses de 2017 com a maior movimentação de toda a sua história para o período. Ao todo, foram 25 milhões toneladas movimentadas, uma marca 3,3% superior ao antigo recorde, alcançado no ano passado, quando foram operadas 24,2 milhões de toneladas de cargas.

O recorde vem acompanhado de outro feito importante: nunca o Porto de Paranaguá teve uma diversificação tão grande nas suas cargas. Ao longo destes seis meses, o porto bateu o recorde de movimentação de cargas gerais e graneis líquidos e, pela primeira vez na sua história, os produtos desta natureza ultrapassaram os 33% do total movimentado. Exemplo disso é que nesta quinta-feira (20) os mais de 20 berços do Porto de Paranaguá estão todos ocupados por navios, operando um total de 13 tipos diferentes de cargas – como milho, veículos, açúcar, óleo de soja, farelo, cloreto de potássio e ureia.

No primeiro semestre do ano, foram 4,8 milhões de toneladas de carga geral movimentadas, um aumento de 5% em relação ao ano passado. O avanço foi impulsionado pelos investimentos no novo layout operacional do cais do porto, que derrubou velhos armazéns obsoletos e abriu pátios para movimentação deste tipo.

No mesmo período, também foi registrado recorde na movimentação de granéis líquidos, com 3,6 milhões de toneladas operadas e 24,7% de aumento. Para este tipo de carga, o porto investiu reformando o cais de inflamáveis, trocando as defensas e cabeços de amarração, garantindo a segurança das operações e atraindo mais cargas para Paranaguá.

Os recordes atingidos pelo Porto e as taxas de ocupação em destaque são resultado do maior pacote de investimentos já realizado no terminal. São R$ 624 milhões investidos desde 2011. Desde obras de repotenciamento, reformas do cais e trocas de equipamentos até campanhas de dragagem e novos processos automatizados que dão mais agilidade e segurança nas operações. “Fazemos estes aportes não pensando em recordes, mas em construir um porto adequado para o presente e futuro do Paraná e de Paranaguá. O aumento da movimentação é uma consequência natural”, explica o diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s