Consulta à distância promete reduzir fila da oftalmologia no RS

Uma nova tecnologia chamada Teleoftalmologia promete agilizar o atendimento e reduzir a fila da oftalmologia no Rio Grande do Sul por meio de diagnósticos à distância. Oito consultórios remotos, sendo dois em Porto Alegre, serão criados em sete macrorregiões para atender pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS e é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde, o governo do Estado, prefeituras, Hospital Moinhos de Vento e Núcleo de Telessaúde da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Ao chegar no consultório remoto, o paciente será recebido por um técnico de enfermagem treinado que vai se comunicar com o especialista por videoconferência. O médico vai acompanhar os exames em tempo real e receber os laudos por uma plataforma online.

A expectativa é que cada consultório realize em média 500 consultas por mês. Hoje, a fila de espera no Estado é de 9 mil pessoas, sendo que muitas já aguardam consulta há um ano. Se o ritmo de atendimento for cumprido, mais de 10 mil pacientes serão atendidos até o fim do ano.

O programa Olhar Gaúcho busca inovar a prestação de serviços na área de oftalmologia, que hoje é uma das áreas de maior demanda e espera no SUS. O diagnóstico a distância representará qualificação na gestão, segundo o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis.

No primeiro atendimento, os pacientes poderão receber diagnóstico para retinopatia diabética, glaucoma e catarata. Nos casos de erros de refração, quando há necessidade de usar óculos, o paciente sairá do consultório com sugestão de lente que deverá ser receitada pelo médico do posto de saúde.

“Existe pouca formação de oftalmologistas no Estado, e nós precisamos interiorizar o atendimento. Além de não precisar se deslocar até a Capital, o paciente poderá conversar com o médico (mesmo à distância)”, afirma Felipe Cabral, um dos médicos líderes do projeto.

O Hospital Moinhos de Vento realizou adequações em duas salas para instalar os consultórios no Hospital Restinga e Extremo-Sul, que serão referência para moradores de Porto Alegre e da Região Metropolitana.

Cada consultório foi equipado com três câmeras, computadores e equipamentos de diagnóstico. As salas foram inauguradas nesta segunda-feira (10). Até o final do ano, os demais consultórios devem ser instalados em Farroupilha, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Santa Rosa. O projeto-piloto iniciará na Capital e em Santa Rosa. Cada consultório atenderá preferencialmente os pacientes de sua macrorregião de saúde em dias úteis da semana, das 8h às 18h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s