42% levarão em conta o desejo da pessoa amada na escolha do presente do Dia dos Namorados

Mais importante do que a utilidade ou a necessidade, o presente do Dia dos Namorados, em 2017, precisará atender ao desejo da pessoa amada. Pelo menos esta é a intenção de 42% dos consumidores entrevistados pela Boa Vista SCC em sua pesquisa sobre Hábitos de Consumido para esta data comemorativa. Outros 35%, no entanto, quando questionados sobre o que consideram mais relevante e de fato influenciará na decisão da compra do presente, disseram que observarão a necessidade ou utilidade do presente. Preço, promoção e desconto, assim como marca e qualidade serão levados em conta por 14% e 9% dos entrevistados, respectivamente.

Na prática, quando questionados sobre qual presente pretendem comprar, 34% disseram que irão optar por roupas e acessórios. O que representa um crescimento de 7p.p. (pontos percentuais) em comparação ao ano anterior. Jantar romântico, ida à shows e cinema também apresentaram crescimento de 7p.p. e ocupam a segunda posição, com 20% das menções. Perfumaria aparece em terceiro lugar com 14%.

De um modo geral, neste Dia dos Namorados, 62% dos entrevistados irão comprar presentes. Em 2016, 56% estavam dispostos a comprar nesta data. Destes, 40% irão gastar mais que o ano passado. 38% o mesmo valor (crescimento de 10p.p.) e 22% menos (uma queda de 11p.p.).

O valor médio do presente apresentou uma queda de 4p.p. na comparação com 2016. Cenário um pouco mais positivo se comparado à queda de 17p.p. observado no ano passado contra 2015. Para esta data, 66% dos consumidores pretendem gastar até R$ 200 (35% até R$ 100 e 31% entre R$ 101 a R$ 200).

65% dos consumidores irão pagar à vista o presente do Dia dos Namorados. Neste ano, o cartão de débito será o principal meio de pagamento, com 46% das menções (contra 34% em 2016). O dinheiro, que ocupava a primeira opção, surge em segundo lugar, com 35% das menções (contra 44% anteriores). 35% dos consumidores irão comprar o presente e pagar de forma parcelada. 84% utilizarão o cartão de crédito, um crescimento de 18p.p. em comparação a 2016, diminuindo a utilização do carnê (de 19% para 9%) e do boleto (de 9% para 4%).

A pesquisa da Boa Vista também constatou que 38% não comprarão presentes. Destes, 52% porque estão endividados e outros 25% porque estão desempregados. Outros 21% não costumam comprar presentes na data.

A pesquisa perguntou ainda o que gostariam de ganhar se pudessem escolher o presente, e, apesar da queda na quantidade de menções registrada neste ano, a maioria representada por 26% gostaria de ganhar uma viagem romântica. Celulares e smartphones ocupam a segunda posição, passando de 1% para 15%. Roupas e acessórios também registraram crescimento na comparação ao ano passado, de 2% para 12%, respectivamente.

Ainda segundo a pesquisa da Boa Vista SCPC, 52% dos consumidores irão concentrar as compras do Dia dos Namorados nas lojas de shoppings, um crescimento de 11p.p. em comparação ao ano passado. Em segundo lugar ficaram as lojas de rua, com 30% das menções. Já o fator determinante para a escolha do local da compra será, para 50%, a qualidade no atendimento, seguido da opção de parcelamento, relevante para 13%.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s