Movile transforma Rapiddo em um “marketplace de marketplaces”

Criado originalmente como um app de entregas, o Rapiddo (Android) foi reformado para se transformar em um hub de serviços online-to-offline (O2O) e conteúdos digitais. Inicialmente, ele agrega alguns serviços da sua controladora, a Movile, mas a ideia é abri-lo para terceiros, tornando-se uma espécie de “marketplace de marketplaces”. A inspiração vem da Ásia, onde empresas como WeChat, na China, e Paytm, na Índia, agregam um monte de serviços O2O em um só lugar.

“Olhamos o que aconteceu na China e na Índia. WeChat e Paytm hoje valem bilhões de dólares. E no Brasil ainda não tem um caso como esses. Ninguém está tão bem posicionado na América Latina como a Movile para suprir esse gap no nosso mercado”, avalia Eduardo Henrique, diretor de negócios internacionais da Movile.

Os primeiros serviços disponíveis no Rapiddo são delivery de pizza (integrado à plataforma do iFood e por enquanto limitado a Campinas), recarga de celular, streaming de música (integrado ao Superplayer) e notícias (conteúdo fornecido pela UOL). Em breve serão adicionados os serviços de entregas rápidas (com o próprio Rapiddo) e chamada de táxi (o parceiro ainda não foi divulgado).

Para fazer compras, o usuário precisa previamente cadastrar um cartão de crédito, assim como seu endereço para a entrega das encomendas. Com o objetivo de conquistar usuários, o Rapiddo está oferecendo, temporariamente, a devolução de 10% de tudo o que é comprado pela plataforma, seja uma pizza ou a recarga de um celular. Os valores devolvidos são acumulados em um saldo de uma carteira virtual do Rapiddo, que pode ser usado também em qualquer nova compra pelo app. Todo novo usuário ganha R$ 5 de crédito ao abrir o app pela primeira vez.

Em apenas três meses em teste beta, a nova versão do Rapiddo conquistou mais de 1 milhão de usuários – seu grande sucesso até agora é o serviço de recarga. Ao contrário do WeChat, que nasceu como um mensageiro e já tinha uma enorme base de usuários antes de acrescentar serviços O2O, o Rapiddo não conta com a aplicação de bate-papo. Por isso, para construir sua base, aposta na entrega de conveniência com serviços de alta recorrência. “Temos a nosso favor 18 anos de experiência no mercado mobile e cinco anos liderando apps na América Latina. Sabemos escalar o número de usuários”, argumenta Henrique.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s