Líderes empresariais da América Latina se reunirão em Miami para debater futuro do trabalho

É cada vez mais complexa a fronteira entre o ambiente profissional e pessoal. A mesma tecnologia que permite às empresas e seus colaboradores estarem conectados em qualquer momento e em qualquer lugar, também trouxe desafios, marcados pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas. Essa mudança de cultura e comportamento no mundo dos negócios é reflexo dos impactos da 4ª revolução industrial.

Para discutir, analisar e trazer perspectivas frente a essa nova realidade, a empresa Mercer, consultoria global líder em talentos, saúde, previdência e investimentos, e a Mercer Marsh Benefícios™, líder em consultoria de benefícios e gestão de saúde, promovem nos dias 24, 25 e 26 de maio, em Miami (EUA) o “2017 Latin America Forum: The new digital Workplace”. O encontro, que reunirá as principais lideranças empresariais da América Latina e especialistas em Digital, busca abrir novas fronteiras e promover mudanças organizacionais que permitam às empresas a ter resultados positivos e, assim, cumprir com as suas metas de crescimento.

Estão abertas as inscrições para participar do evento. “Convidamos nossos clientes e empresas interessadas, para se juntarem aos mais renomados especialistas da Mercer e da Mercer Marsh Benefícios™ e trocar experiências, boas práticas e capital intelectual com o objetivo de atrair e capacitar os melhores talentos na quarta revolução industrial, a revolução digital”, explica o diretor da Mercer Marsh Benefícios™ & Marsh Consumer para o Brasil, Eduardo Marchiori. O executivo, bem como o diretor da Mercer Marsh Benefícios™ para América Latina e Caribe, Renato Cassinelli, serão participantes desta edição do “2017 Latin America Forum: The new digital Workplace”, juntamente com os colegas da consultoria Mercer.

Autor de best-sellers

Esta edição do fórum terá como principal palestrante o pesquisador e autor de diversos livros de sucesso sobre a experiência dos empregados, a evolução e o futuro do ambiente de trabalho, Jacob Morgan. Em seu livro mais recente, intitulado “A vantagem da experiência do empregado: como ganhar a guerra por talentos, dando aos trabalhadores os espaços de trabalho desejados, as ferramentas de que precisam e uma cultura que podem celebrar”, Morgan analisa mais de 250 organizações globais e traz a conclusão de que as empresas mais atrativas para se trabalhar são aquelas em que a presença física das pessoas não é indispensável.

Entre outros resultados, seu estudo mostra que, das 252 organizações pesquisadas, somente 6% investem na criação de ambientes de trabalho favoráveis para seus empregados, e as que o fazem, possuem rentabilidade 4,2 vezes maior. Além disso, as organizações preocupadas com o bem-estar de seus trabalhadores têm um lucro quatro vezes maior por empregado e, em média, são 24% menores do que as empresas que não o fazem. Por fim, o levantamento concluiu que, quando se trata da evolução do preço das ações, as organizações que investem em um ambiente positivo para as suas equipes superam todas as outras.

Antes disso, Jacob Morgan escreveu “O futuro do trabalho”, livro que explorou como o local de trabalho está mudando e o que as empresas precisam fazer para se adaptar a essa mudança, e o livro “A Organização Colaborativa”, um guia estratégico sobre como as organizações podem implementar ferramentas de colaboração social com sucesso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s