Homem de confiança de Abilio deixa Carrefour

Um dos nomes ligados ao empresário Abilio Diniz deixou a operação brasileira do Carrefour. O executivo Antonio Ramatis, que já foi presidente da Via Varejo – dona das redes de eletrodomésticos Casas Bahia e Ponto Frio -, na época em que o empresário ainda estava no Grupo Pão de Açúcar, estava à frente da vice-presidência comercial do Carrefour.

O executivo atuava na operação brasileira do Carrefour havia pouco mais de dois anos. Ele assumiu o cargo em março de 2015, três meses depois de Abilio anunciar a compra de 10% da operação local do Carrefour, por R$ 1,8 bilhão.

Depois de fazer um acordo para deixar a sociedade do GPA, após longa e pública briga societária com o Casino, Abilio decidiu apostar suas fichas no Carrefour – justamente o principal rival de seu antigo sócio. Segundo fontes, considerado um homem de confiança do empresário, Ramatis foi uma das pessoas que incentivaram Abilio a investir na rede francesa. O negócio foi feito por meio da empresa de investimentos da família Diniz, a Península.

Capitalizado, além de ter garantido uma fatia relevante da operação nacional, que hoje é de 12%, Abilio também foi às compras na França e hoje é um dos principais acionistas da operação global do Carrefour depois de sucessivas aquisições de papéis da rede em Bolsa.

Estreia na Bolsa

Líder do mercado brasileiro de alimentação, o Carrefour se prepara para outro grande projeto: a abertura de capital na bolsa paulista, a B3. Segundo operadores de mercado, o movimento da varejista deverá ser o maior IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) brasileiro em 2017. A aposta do mercado financeiro é que a operação fique para o segundo semestre, para que a rede tenha tempo de apresentar bons resultados, à medida que a economia dá os primeiros sinais da recuperação.

As vendas nas lojas abertas há mais de um ano do Carrefour tiveram alta de 5,6% no primeiro trimestre – o Grupo Pão de Açúcar, segundo colocado do setor, atingiu o mesmo resultado. Após um período de ajustes em sua operação, o GPA divulgou que sua receita subiu 9,5% de janeiro a março, para R$ 10,553 bilhões. Os resultados de ambas as redes têm sido puxados pelas operações de atacarejo.

Procurado, o Carrefour afirmou que a saída de Ramatis se deu “em comum acordo” entre a companhia e o executivo. “A empresa agradece ao executivo por sua contribuição durante os dois anos de sua atuação”, disse, em nota.

A Península, empresa de investimentos de Abilio, não quis comentar a saída de Ramatis. O jornal O Estado de S. Paulo tentou entrar em contato com o executivo, mas não conseguiu falar com ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s