Audi do Brasil passa a oferecer capacitação profissional para jovens carentes

São Paulo – A Audi do Brasil irá capacitar 15 jovens carentes da capital paulista em um projeto social que a montadora lançou em março, em parceria com a Fundação Projeto Pescar. Com idade entre 16 e 19 anos, os aprendizes, que estão em situação de vulnerabilidade social, estão recebendo capacitação profissional em ‘Manutenção de Mecânica Veicular’, além de conteúdos que contemplam o desenvolvimento pessoal e aspectos ligados à cidadania. As 800 horas de aulas estão sendo ministradas de forma voluntária pelos colaboradores da empresa ao longo de 2017.

“A responsabilidade socioambiental está inserida no propósito da Audi. Trabalhamos no desenvolvimento de tecnologias voltadas ao futuro da mobilidade, de materiais mais leves, de motorizações com baixa emissão, além de processos que seguem preceitos sustentáveis. E o nosso entorno é muito importante também. Por isso, a Audi inicia esse projeto com jovens carentes, para que possam não só ter oportunidades de inserção no mercado de trabalho, mas também uma boa formação cívica, contribuindo para a construção de um futuro melhor”, destaca Johannes Roscheck, presidente e CEO da Audi do Brasil.

As aulas, que estão sendo realizadas no Centro de Treinamento e Competência Tecnológica da Audi, desde março em São Paulo, são ministradas exclusivamente por colaboradores da Audi. A empresa montou uma equipe técnica para lecionar sobre mecânica veicular, com foco em profissionalização, em uma grade que abrange 40% de todo o curso. As demais horas são voltadas para o ensino da língua inglesa, matemática, informática, além de questões voltadas à cidadania, como diversidade cultural e social, entre outros.

Para a seleção dos jovens aprendizes, a Audi disponibilizou em escolas públicas da capital paulista um formulário de inscrição, para ser preenchido por interessados com renda familiar per capita de até meio salário mínimo. Os interessados passaram por uma triagem, com entrevista individual e visita domiciliar. A turma de 2017 recebeu uniforme, transporte e alimentação. A ideia é que o projeto seja permanente, formando novos jovens no futuro.

O Projeto Pescar tem presença em cinco países e já atendeu quase 28 mil jovens em situação de vulnerabilidade, reunindo mais de 2500 voluntários. O índice de empregabilidade dos aprendizes que passam pelos programas de capacitação oferecidos em parceria com as empresas é de mais de 90%. Mais informações em http://site.projetopescar.org.br/?page_id=141

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s