Fintech de SC lança cheque digital de olho nos desbancarizados

A fintech de Santa Catarina SD Bank está lançando o SD Cheque – pagamento pré-datado digital -, uma reinvenção do cheque impresso “tradicional”. A solução – inédita no mundo – propõe uma nova forma de pagamento que servirá especialmente para os estabelecimentos que já usam outras opções de venda a prazo.

O pagamento pré-datado tem sido muito utilizado em estabelecimentos que desejam atingir um público carente de serviços financeiros e de crédito, conhecidos como desbancarizados. Essas pessoas não tem cartão nem cheque, e a única forma que os estabelecimentos têm para vender a prazo é o conhecido fiado e/ou crediário. Estima-se que aproximadamente 55 milhões de brasileiros economicamente ativo estão desbancarizados.

Como funciona

O SD Cheque foi idealizado para facilitar a gestão de recebíveis e tornar mais seguro e simples as operações de pagamento pré-datado, porém o cheque digital pode substituir o fiado e crediários aumentando ainda mais os benefícios, principalmente, para os estabelecimentos.

Diferente dos serviços bancários tradicionais, o SD Cheque não possui mensalidades, o que representa um custo muito menor de tarifas e outras despesas. Todas as transações serão realizadas através do aplicativo SD Bank, o que irá garantir mais segurança, agilidade, comodidade e empoderamento financeiro.

Entre as vantagens no uso do cheque digital está a de não ser necessário comprar ou alugar equipamentos, já que todas as transações financeiras serão realizadas no aplicativo diretamente pelo smartphone. Aliás, o aplicativo permitirá flexibilidade em relação a escolha da data de pagamento e os valores de cada parcela, o que é inexistente em outros meios de pagamento. Num geral, o consumidor opta por uma data pré-estabelecida pelas empresas ou instituições bancárias como, por exemplo, faturas de cartões de crédito. E no cheque digital ele poderá negociar a melhor data de pagamento.

Outras vantagens apontadas são a segurança em relação a fraudes, já que as transações serão todas online; a facilidade e o controle na gestão das finanças, com extratos e relatórios diretamente no aplicativo; e o mais importante: uma opção a mais de pagamento entre as partes, sobretudo, para os estabelecimentos que já vendem “fiado”, através do uso de cadernetas ou com cartão de crédito com marca própria. Além disso, assim como no cheque tradicional, o cheque digital poderá ser usado como moeda de troca para pagamento entre fornecedores.

Segurança

O cheque digital é um meio de pagamento muito mais seguro do que o cheque tradicional, que é suscetível a fraude, dano e extravio do documento físico. O método digital garante mais controle dos recebimentos, através do uso do aplicativo. Na hora da compra, por exemplo, vendedor e consumidor combinam a data do pagamento pré-datado e as parcelas desejadas. O estabelecimento verifica os dados no app (através de um scoring) e o pagamento cai automaticamente na conta, na data agendada. Entretanto, caso ocorra algum imprevisto, o emissor pode entrar em contato com o credor, através de canal de comunicação previsto no aplicativo, e renegociar, de forma direta, a nova data.

Para garantir confiança e tranquilidade aos usuários, o SD Bank previu alguns itens de segurança, como a senha via Touch ID (através do uso da digital, conforme disponibilidade do modelo do aparelho). Outro item fundamental foi garantir que o usuário só conseguirá emitir um novo cheque digital, se não possuir nenhuma pendência financeira quanto às emissões anteriores. Ou seja, o aplicativo irá bloquear automaticamente novas emissões caso identifique alguma irregularidade. O scoring do usuário poderá ser acessado pelo credor, sempre que o emissor sugerir o pagamento via cheque online.

A adesão ao cheque digital será muito simples, além de prático, seguro e gratuito. Ambos os usuários (credor e emissor) precisam conter contas no SD Bank. O cadastro é realizado de forma online, através do aplicativo SD Bank no smartphone. O aplicativo – que será disponibilizado nas versões Android, iOS e Windows Phone – está em fase final de testes e será lançado até junho. Interessados em fazer parte dos primeiros usuários seletos devem entrar em contato através do e-mail ola@sdbank.com.br.

Sobre

Situada na Grande Florianópolis (SC), a startup catarinense SD Bank é uma entre as mais de 200 fintechs brasileiras que acreditou neste segmento para se conectar com seu público-alvo, os desbancarizados. Estudantes, profissionais liberais, empresários em início de carreira, ou seja, pessoas físicas e jurídicas que buscam ultrapassar as barreiras até então impostas pelos bancos e financeiras tradicionais. Sobretudo aqueles que têm condições de quitação, mas pouco crédito na praça.

Além do cheque digital, o SD Bank irá oferecer toda uma plataforma com vários serviços financeiros, a fim de garantir que o cliente esteja no comando da sua vida financeira. São elas: cartão de crédito pré pago da bandeira MasterCard, empréstimos e parcelamentos de cheques digitais, antecipação de valores recebíveis, pagamentos de títulos, transferências, emissão de boletos, entre outros.

O SD Bank está entre as 20 startups selecionadas pelo Sebrae compondo a 7ª turma de Capacitação Startup SC. A fintech foi selecionada entre 234 projetos inscritos de 26 cidades catarinenses. Mais informações no sitewww.sdbanck.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s