CardSystem alavanca resultado da CSU em 2016

A CSU divulgou seu balanço anual, onde registrou receita bruta de R$ 514,9 milhões e do 4º trimestre de 2016, período que contabilizou R$ R$ 123,7 milhões. O crescimento foi de 2,3% em relação a 2015 e 2,8% inferior em relação ao 4T15.

A unidade CSU.CardSystem foi responsável por 55,6% do faturamento total no ano. O lucro líquido foi de R$ 34,9 milhões em 2016 e R$ 11 milhões doo quarto trimestre. Crescimento de 83,6% frente 2015 e de 48,1% em relação ao 4T15.

Segundo comunicado da empresa, como continuidade ao reposicionamento iniciado em 2014, o ano de 2016 concretiza a consistência dos resultados entregues ao longo dos últimos doze trimestres, decorrência da evolução e diversificação do modelo de negócios da CSU.

A CardSystem, divisão responsável pelo processamento e administração dos meios eletrônicos de pagamento, encerrou o ano com 22,9 milhões de cartões cadastrados, crescimento anual de 6,1%, reflexo do crescimento orgânico da base de cartões, ativações e emissões de novos cartões.

Do ponto de vista comercial, informou que a migração da base de cartões do BMB (Banco Mercantil do Brasil) foi efetivada em 13 de fevereiro de 2017, e envolveu cerca de 900 mil cartões atrelados a diversos serviços a serem prestados.

Adicionalmente, anuncia que a Companhia firmou contrato com novo emissor, cujo projeto está previsto para implantação ainda em 2017. Já na MarketSystem, divisão especializada em marketing de relacionamento, programas de fidelidade e e-commerce, o ano de 2016 foi marcado pela contínua integração de novos parceiros comerciais e conquistas e implantações de novos clientes, como a Souza Cruz, na modalidade Shopping Corporativo, e Pernambucanas e Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), na modalidade Loyalty. A plataforma tecnológica OPTe+ conta, atualmente, com 13 clientes, cerca de 60 parceiros comerciais integrados e mais de 1 milhão de produtos ofertados nos segmentos de moda, varejo, passagens aéreas e pacotes turísticos.

O OPTe+ vem permitindo potencializar o valor intrínseco dos programas de fidelidade, uma vez que proporciona redução dos custos finais aos seus patrocinadores ao mesmo tempo em que amplia as opções de resgate do usuário final. Em relação ao ano de 2015, registramos um aumento de cerca de 50% do volume de resgates realizados dentro da plataforma frente à transferência de pontos para demais programas de fidelidade (milhas e outros), comprovando a atratividade das soluções de relacionamento, benefícios e recompensa por meio do OPTe+. A CSU. Contact apresentou no ano uma média de 2.294 Posições de Atendimento (PA’s) faturadas, menor em 9,1% nos últimos doze meses. Dentre os mercados em que a CSU atua, o de terceirização de atendimento é o mais atingido pela retração do consumo, registrando um arrefecimento do volume de atividades ao longo do ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s