Confiança dos empresários do comércio tem 11º mês seguido de alta

O IFECAP – Índice de Expectativas nos Negócios – da FECAP (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado) registrou, em fevereiro, 109,33 pontos na série com ajuste sazonal, aumento de 8% quando comparado ao mês de fevereiro de 2016.

Em relação ao mesmo período do ano anterior, o índice saltou de 73,84 para 109,18 pontos, aumento de 47,9%, sendo o maior valor registrado no índice desde janeiro de 2015. “A expectativa de queda dos juros, além da ampliação do crédito (construída a partir da política de redução de juros do Banco Central) explicam, em parte, tal otimismo. Os resultados de alguns segmentos do comércio são fortemente influenciados pela disponibilidade de crédito”, segundo o professor de Economia Erivaldo Costa Vieira, Coordenador do NECON – Núcleo de Conjuntura Econômica da FECAP.

O Índice-Momento Atual, em fevereiro, foi de 96,75. O valor abaixo de 100 pontos representa pessimismo dos empresários, mas a recuperação da confiança continua: no mês de fevereiro, o indicador registrou mais um aumento, desta vez 9,7%.  Na comparação com o mês de Fevereiro de 2016, o aumento foi de 53,6%.   A separação dos elementos formadores do Índice-momento atual em Vendas, Encomendas e Situação dos Negócios nos mostra o seguinte cenário: o primeiro apresentou variação positiva de 3% em relação ao mesmo período do ano passado, o segundo subiu 12% e o último, 13,5%.

O Índice-Futuro registrou alta pelo segundo mês seguido, subindo 6,2% em relação a Janeiro de 2017.  O Índice-Futuro é composto pelas expectativas de vendas para os próximos três meses, e pode ser dividido em dois segmentos: o Indicador de vendas futuras, que cresceu 5,9%, e o Índice-Futuro de Encomendas, que registrou alta de 6,4%.  O Índice-Futuro do mês de fevereiro deste ano, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, registrou aumento de 62,3%.

O índice geral por porte da empresa mostra piora nas expectativas das microempresas, com variação negativa de 2,2%. No entanto, houve aumento significativo nas expectativas das grandes empresas de 28,6% a mais do que fora registrado no mesmo período do ano anterior. As pequenas e médias empresas também exibiram melhora, de 13,2% e 1,4%, respectivamente.

O indicador por regiões, por sua vez, exibiu o retorno na confiança dos empresários da capital, com aumento de 19,8%, além do crescimento de 5,8% na confiança dos empresários do interior do estado de São Paulo (em que se destacam cidades como Ribeirão Preto, Campinas e Bauru, todas ficaram acima dos 110 pontos).

Índice FECAP de Expectativa nos Negócios

Composto pela compilação de informações sobre as empresas do comércio varejista do Estado de São Paulo, o IFECAP considera o desempenho atual das vendas a clientes e das encomendas a fornecedores, bem como a avaliação geral da situação atual do negócio. O índice avalia ainda informações sobre as expectativas dos empresários quanto às vendas e encomendas para os próximos três meses.

O IFECAP – Índice FECAP de Expectativa nos Negócios consiste em um indicador baseado em metodologia largamente utilizada por diversos países. Há mais de 12 anos, a FECAP coleta dados e calcula mensalmente o índice, que avalia a situação atual das empresas do comércio varejista, com informações sobre o desempenho atual das vendas e das encomendas.

A escolha do comércio varejista como universo da pesquisa se deve ao fato de ser esse setor o elo entre a indústria em geral e o consumidor final, uma vez que grande parte da produção de todos os setores da economia acaba circulando de alguma forma pelas empresas do comércio. Seu principal uso refere-se à previsão do nível de atividade da economia, isto porque o índice procura avaliar a expectativa real dos empresários em relação às variáveis chaves, como encomenda a fornecedores e venda ao consumidor final, ou seja, a antecipação do comportamento da produção e renda.

O IFECAP é composto pela compilação de informações sobre o desempenho atual das vendas e das encomendas, bem como a avaliação sobre a situação atual das empresas do comércio varejista. Consideram-se ainda informações sobre a expectativa dos empresários quanto ao desempenho das vendas e das encomendas para os próximos três meses.

Indicadores

O IFECAP divide-se em três indicadores:

•    Índice-Momento Atual: diz respeito às respostas dos empresários sobre as suas encomendas atuais, realizadas junto a seus fornecedores; a evolução das vendas no período atual; e a avaliação da situação geral dos negócios;

•    Índice-Futuro: calculado com base nas expectativas dos empresários em relação às suas vendas e encomendas em um horizonte temporal de 3 meses;

•    Índice-Geral: é o indicador composto da agregação dos dois índices descritos acima.

Metodologia

A metodologia do IFECAP considera um conjunto de perguntas qualitativas referidas às expectativas do empresário. São pesquisadas diversas empresas do comércio varejista nas cidades de São Paulo.

A pesquisa é sempre realizada na semana do dia 15 do mês corrente, composta por questões qualitativas, que captam a percepção do empresário em relação ao desempenho de sua empresa, classificadas em micro empresas, pequenas, médias e grandes empresas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s