Tintas MC planeja faturar R$ 220 milhões até o final de 2018

São Paulo – Fundada em 1964, a Tintas MC é hoje a maior rede varejista de tintas do Brasil. São 52 lojas próprias distribuídas entre São Paulo, ABC e Baixada Santista. Com um projeto de expansão agressivo, a rede planeja sextuplicar de tamanho a partir da aquisição do investimento em lojas próprias, novas aquisições e, também, com o seu recém-lançado plano de franquia. A expectativa neste cenário é positiva, com previsão de faturar R$ 220 milhões até o final de 2018.

O plano é também se tornar uma marca nacional até 2018. “O nosso objetivo é atingir todo o Estado de São Paulo para, depois, partir para outras regiões brasileiras. A meta é chegar a 300 lojas até o final de 2023. Estamos estudando o mercado e pensando em um crescimento de dentro para fora”, revela Renato Sá, diretor de Marketing e Estratégia da Tintas MC.

Segundo Sá, o processo de aquisição foi iniciado no ano passado (2016). “Ao todo, a Tintas MC já adquiriu três redes, com mais de três lojas no Brasil”. Além das aquisições, a empresa investe em seu novo modelo de negócios voltado para o setor de franchising. “É uma alternativa de abrirmos novos mercados dentro do conceito de tintas, pois ele é muito fechado. Dificilmente um novo empreendedor consegue entrar neste setor e comprar das grandes fábricas. Então, por meio de nosso know-how adquirido ao longo desses anos, é possível que haja uma mudança de cenário”, acrescenta o diretor. A intenção é oferecer em todo o Brasil o atendimento já consagrado nas lojas em São Paulo.

A primeira loja franqueada da rede foi inaugurada em janeiro, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Renato Sá explica que ao abrir o modelo de franquias, a Tintas MC tem uma vantagem muito grande para o franqueado. “Oferecemos uma gestão profissional com um modelo testado há mais de 50 anos, conectando os futuros empreendedores com as grandes marcas do mercado que, por sua vez, trazem assim melhores margens, treinamentos para a equipe e uma logística eficie?????k?nte”.

A história da rede começou a partir da iniciativa de três irmãos – Manuel, Armando e Amilcar Sá – responsáveis pela fundação da primeira loja na zona leste de São Paulo. O objetivo na época era oferecer benefícios e sensações por meio das cores de forma arrojada e inédita, já que a rede foi precursora no lançamento de uma loja voltada para o varejo de tintas. Acompanhando a história da empresa, aos 16 anos, Renato de Sá começou a trabalhar ao lado de seu pai, Amilcar, na Tintas MC. O jovem atendia os clientes, carregava latas de tinta e fazia a reposição de mercadoria no começo do processo. E foi assim durante 16 anos.

Após esse período, Renato decidiu empreender por conta própria, saiu da Tintas MC para investir em outro negócio. Junto de mais dois sócios montou uma distribuidora de tintas para atender pequenos e médios lojistas chamada Premium, que em 10 anos conseguiu chegar ao mesmo faturamento da Tintas MC – um marco em sua carreira como empreendedor. “Ano passado, decidi voltar para a Tintas MC por causa do meu pai. Decidimos unir as nossas forças, trouxe a Premium comigo, que se tornou parte dos negócios da Tintas”. Desde então, Sá virou diretor de Estratégia e Marketing da empresa e continua no conselho da empresa Premium.

E ao longo desses anos, a história não mudou – exceto por um detalhe. “Continuamos com a intenção de levar a cor para os ambientes e para as cidades, tornando a tinta uma embaixadora da expressão social e da diversidade cultural brasileira. Contudo, queremos ir muito mais além, pois a nossa intenção é também posicioná-la no segmento decorativo”.

Atualmente, a empresa possui foco no mercado de tintas imobiliárias e acessórios para tintura, além de atuar com tintas industriais e repintura automotiva. Trabalha com as principais marcas do mercado como Suvinil, Coral, Sherwin Williams, Tigre, Norton, Montana, Viapol, entre outras. Em 2016, a Tintas MC encerrou com um faturamento acima dos R$ 100 milhões, o que representa um crescimento de 15% em relação ao período anterior. Para este ano, a empresa projeta um crescimento superior a 10%.

O diretor explica o crescimento da marca. Nos últimos anos, a tinta era considerada a última ação no processo de construção de uma habitação. Isso invariavelmente acontecia, pois as pessoas passavam por todos os trâmites da construção de uma casa ou apartamento, que incluem a administração, compra de insumos, instalação de encanamento, entre outras ações cansativas e estressantes para, finalmente, iniciar o processo de decoração – um momento muito aguardado pelo morador, sendo que em muitos casos a escolha da cor não entrava neste processo, já que era considerada a última fase da construção.

Atualmente, com as transformações culturais, as cores ganharam outro posicionamento – até mesmo na hora de pintar uma casa. “Então por que não trazer a tinta para a primeira fase do processo de decoração de um lar, que sempre traz renovação e muito mais cuidado. Queremos ser a solução certa para este momento. A hora de decorar um ambiente, iniciando pela escolha da cor das paredes”, destaca Renato.

Seguindo esse pensamento, a empresa investe na estratégia de “sofisticação do varejo de tintas”. De acordo com Sá, o primeiro passo para criar esse pensamento da tinta como a primeira etapa do processo de decoração da casa foi a abertura de uma loja especial, batizada de Select, na região dos Jardins, em São Paulo, voltada a profissionais do setor, como decoradores e arquitetos. “Há pouca tinta exposta, lá predominam as paredes pintadas com muitas cores”, finaliza Sá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s